Medo de Trovão e Relâmpago: Astrofobia, Brontofobia, Ceraunofobia

Medo de trovões e relâmpagos – Astrofobia, Astrapofobia, Brontofobia, Ceraunofobia, Tonitrofobia

Algumas pessoas realmente estão sujeitas a condições climáticas adversas que consistem em chuva, raios ou trovões. Algumas chegam a assumir grandes riscos para estudar padrões de furacões e tempestades, enquanto outros simplesmente gostam de experimentar um banho de chuva de vez em quando.

Em outros casos, porém, os animais e os seres humanos podem desenvolver um medo de trovões, raios ou tempestades extremo. Esse medo irracional de trovões ou relâmpagos é conhecido por vários nomes, como astrofobia, astrapefobia, astrapofobia, brontofobia, ceraunofobia, tonitrofobia etc.

Ceraunofobia - Medo de trovões e relâmpagos

Dicionário Eletrônico Houaiss:

  • astrofobia é «sentimento de pavor aos trovões e aos relâmpagos;
  • astrapofobia diz que é um termo da psicopatologia, tratando-se de pavor de relâmpagos e trovões;
  • brontofobia, também vocábulo da psicopatologia, é «medo doentio de trovões»
  • ceraunofobia quer dizer «medo excessivo de raios, de descarga aérea»

Dicionário de Termos Médicos

  • astrofobia(«medo doentio dos astros e do espaço celeste ou firmamento»)
  • astrapefobia ou astrapofobia («medo mórbido de relâmpagos e trovões»)
  • brontofobia («medo doentio de trovoadas»)
  • ceraunofobia («medo doentio de raios»)

Dicionário da Língua Portuguesa 2008

  • astrofobia («pavor mórbido causado pelos relâmpagos e trovões»)

Referência: Ciberdúvidas da língua portuguesa

Causas de brontofobia

Extremamente comum em crianças, a maioria dos casos de medo excessivo de trovões ou relâmpagos diminui gradualmente ao longo dos anos. No entanto, muitos adultos são conhecidos por sofrer excessivamente de brontofobia, principalmente devido a um evento traumático antes associado a tais condições climáticas adversas.

  • Em muitos casos de brontofobia, o doente é conhecido por ter experimentado um choque elétrico durante uma chuva com relâmpagos e trovões. Isto leva a um medo de tempestades que persiste até a idade adulta.
  • Muitos pacientes com essa fobia também temem inundações que geralmente resultam de chuva pesada. Tal pessoa pode ter sido negativamente impactada por inundações, perda de um ente querido ou teve propriedade danificada por ela.
  • As pessoas que são geralmente classificadas como “tensas” ou “nervosas” e como tendo “tendência geral de medo e ansiedade” são mais propensas a desenvolver um medo excessivo de temporais, relâmpagos etc.

Os sintomas do medo de trovões e relâmpagos

Um indivíduo que sofre desta fobia vai vigiar constantemente o clima para garantir tudo está bem. Ele também pode instalar pára-raios em edifícios para proteção. Em caso de previsão de tempo adverso, o Astrofóbico pode entrar em pânico e sofrer de ansiedade severa. Uma variedade de sintomas físicos e psicológicos podem estar presentes, incluindo:

  • Desmaios
  • Sudorese, tremores e ansiedade
  • Aumento da frequência cardíaca, respiração superficial
  • Ficar ofegante, sentindo-se como sendo sufocado
  • Esconder no porão, banheiro, closet
  • Constantemente olhar para fora para verificar sinais de tempestade
  • Chorar
  • Fechar janelas, portas e cortinas e tentar bloquear sons da tempestade.
  • Náuseas, vômitos e desconforto gastrointestinal
  • Congelamento, recusando-se a mudar de lugar devido ao medo de trovão e relâmpago que o paralisa.
  • Ter pensamentos de morte

Brontofobia às vezes pode levar a agorafobia, onde o indivíduo se recusa a deixar sua casa por causa de seu medo de relâmpagos e trovões.

Diagnóstico e tratamento para medo de trovões / fobia de relâmpagos

Diagnosticar brontofobia exige avaliação psicológica, juntamente com provas escritas. Esses testes geralmente exigem que o doente anote respostas a uma série de questões relacionadas com seus medos que ajudam o perito chegar a uma conclusão sobre a fobia.

A combinação de medicamentos e psicoterapia pode ajudar a tratar brontofobia. No entanto, muitos fóbicos tem visto bons resultados com técnicas de auto-ajuda. Estas incluem respiração profunda, visualizações positivas, meditação e exposição gradual ao trovão / relâmpago etc.

Ter um animal de estimação ou um amigo junto durante tempestades também pode ajudar as pessoas a lidar com a ansiedade experimentada durante os temporais. Muitos brontofóbicos também se sentem mais seguros em edifícios maiores, como escolas, bibliotecas, etc, em vez de em suas próprias casas.

Em caso de crianças com medo de trovão e relâmpagos, é importante que os pais acalmem o filho, permanecendo-se calmos. Tranqüilidade e distração na forma de histórias, piadas ou música também pode ajudar a acalmar uma criança com tendências a ceraunofobia. Dito isto, se o medo não diminuiu depois de vários meses, os pais devem procurar tratamento imediato para evitar que se transforme em uma fobia sólida.

Psicoterapia na forma de dessensibilização, terapia cognitivo-comportamental e simulações de realidade virtual estão entre algumas técnicas eficazes que são comprovadamente benéficas no tratamento da brontofobia.

Leia mais sobre medos:

 

comprar livro freud analises de fobias menino hanslivro ansiedade fobias sindrome do panico comprar  medos fobias panico livro comprarcomprar livro tratando fobia panico depressao

 

 

 




DEIXA O LIKE AÍ COMO REFORÇO POSITIVO PRA GENTE :D CURTE E COMPARTILHA E VAMOS LEVAR A PSICOLOGIA AOS CONFINS DO UNIVERSO! \o/\o/\o/\o/\o/


🔴 COMENTA AÍ

5 comentários em “Medo de Trovão e Relâmpago: Astrofobia, Brontofobia, Ceraunofobia

  • Pingback: Pediofobia (Medo de bonecos): Causas, Sintomas, Tratamento - Psicoativo

  • Pingback: Ombrofobia (Medo de chuva): Causas, sintomas, tratamentos - Psicoativo

  • 14/04/2016 em 05:28
    Permalink

    Medo de relâmpagos e trovoadas há algum medicamento que possa comprar para reduzir
    o medo, pois foi o meu pai quando era criança que me meteu medo, agora já sou adulta,
    por favor indique me um remédio, por favor, se for possivel.
    Obrigado, tenho urgência nisso.
    obrigada mais uma vez

    Resposta
    • 14/04/2016 em 10:46
      Permalink

      Oi Ana.

      Antes de tudo, não posso indicar medicação e nem auto-medicação. A única coisa que posso fazer é compartilhar informação, então só pra deixar claro eu não estou indicando nada, nem sugiro que você tome nenhum medicamento por conta própria. Por mais que seja complicado, é mais seguro você procurar um médico.

      Apenas como informação: nesse artigo sobre ceraunofobia não foi citado, mas em outros sobre fobias há menção à ansiolíticos (medicamentos para combater a ansiedade).

      Resposta
  • 11/09/2016 em 10:46
    Permalink

    Tenho pavor morro de medo, vi metereologia para amanha e vai dar relâmpagos e trovoada e já tou muito mal,é horrível sentir me assim tou farta.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.