Talassofobia (Medo do mar): Sintomas, causas, tratamento

Talassofobia – Medo do mar

Existem muitas fobias associadas com corpos de água e talassofobia é um delas. Refere-se a um intenso e, muitas vezes injustificado medo do oceano. A palavra vem do grego talassofobia – thalassa significa “mar ou oceano” e phobos significa medo ou temor.


Talassofobia muitas vezes está relacionada ao medo de água salgada, o medo de ondas grandes, o medo da distância da terra, bem como o medo do imenso vazio. Alguns indivíduos talassofóbicos podem não ter medo do mar por si só; eles simplesmente têm medo de se deparar com criaturas do mar, como é o caso da selachofobia – o medo de tubarões. Os oceanos são vastos e pouco explorados e as pessoas que já sofrem de transtornos de ansiedade temem devido aos seus “mistérios”.

Às vezes, termos como Aquafobia e Hidrofobia são muitas vezes utilizados para descrever talassofobia. Aquafobia é realmente o medo de todos os tipos de corpos de água ou de inundações de chuvas, e às vezes pode até ser desencadeado pela água em uma banheira. Hidrofobia por outro lado, desenvolve-se em estágio avançado da Raiva e pode fazer uma pessoa com tanto medo de água que ela se recusa a beber qualquer líquido. Alguns casos de fobias de água pode até mesmo estar relacionados com o medo de deglutição ou medo de asfixia, ou medo de chuva (ombrofobia).

Talassofobia - Medo do mar

Causas da talassofobia

Muitas vezes, lemos notícias de grandes tubarões brancos, enguias elétricas ou outros predadores marinhos perigosos atacando nadadores no oceano. Vimos também documentários de grandes lulas transportadas para fora do mar por pescadores. Todos estes avistamentos e relatórios podem incutir o medo do mar.

Livros populares como 20.000 Léguas Submarinas de Júlio Verne  têm explorado míticas criaturas do mar e monstruosas (como o Kraken, que é um cefalópode pré-histórico). Da mesma forma, Moby Dick e filmes como Jaws representam enormes baleias e tubarões que são não somente mortais, mas evoluíram o suficiente para pensar de forma inteligente e direcionar os seres humanos. O medo de baleias se chama cetafobia.

Da mesma forma, casos reais de naufrágios de navios e afogamentos, incluindo o Titanic têm sido feitos assustadoramente realistas por suas versões de filmes. As pessoas que estão com muito medo de morte violenta ou particularmente de afogamento são mais propensas a desenvolver talassofobia agravada por estes filmes e livros.

Um evento negativo ou traumático (experimentado diretamente ou indiretamente), também podem desencadear um medo profundo dos oceanos. Às vezes, os pais ou cuidadores, sem saber,  podem desencadear talassofobia em crianças.

Outras causas relativamente incomuns de medo do mar estão ligadas a doenças genéticas ou doenças que envolvem a glândula tireoide, bem como desequilíbrios hormonais ou insuficiências renais.

Os sintomas do medo do mar (fobia)

Alguns casos de talassofobia são tão graves que os sintomas podem interferir no cotidiano do indivíduo.Em outros casos, eles podem se manifestar apenas quando a fobia é trazida à tona pelo encontro com o objeto de medo. Alguns podem não ser capazes de ver imagens ou vídeos sobre o oceano.

Normalmente, a fobia do mar apresenta uma variedade de sintomas físicos e emocionais como:

  1. Tremores ao ver o mar
  2. Sentir-se aterrorizado e ter imagens mentais constantes de morte
  3. Sentir-se fora da realidade, sensação de dormência ou ser incapaz de expressar-se com clareza.
  4. Chorar, fugir
  5. Desconforto gastrointestinal, náusea.

Naturalmente, estes poderiam ser sintomas debilitantes, especialmente quando eles interferem com atividades sociais envolvendo praias ou quando o fóbico tem de encontrar o mar com freqüência.

Curar talassofobia / Como perder o medo do mar

Vários tipos de terapias que têm mostrado resultados positivos em superar o medo do mar.

Hipnoterapia – Esta terapia envolve um profundo relaxamento, sob a orientação de um profissional treinado. Ele ajuda o paciente a descobrir a causa raiz de sua fobia de mar. Uma série de sessões de hipnose ajuda a “depurar a resposta ao medo”, eventualmente, minimizando a ansiedade causada cada vez que alguém vê o mar.

PNL ou terapia de programação Neurolinguística – Outra terapia eficaz é a terapia de PNL, que ajuda a entender como a mente cria a realidade. Isso ajuda o fóbico literalmente a “reprogramar sua mente” para criar uma resposta diferente do que ele normalmente faz ao confrontar o objeto de seus medos, neste caso, o Oceano. Várias sessões de PNL podem ser necessárias para minimizar e eliminar a fobia de mar, dependendo de sua gravidade.

Psicoterapia para superar o medo intenso de oceanos é muito recomendada. É preciso entender que os oceanos são geralmente seguros e os casos de morte relacionados a eles são muito menos em comparação com as mortes causadas por acidentes rodoviários ou fatores naturais, por exemplo. Compreender isto pode ajudar a racionalizar o seu medo. Gradualmente expor-se ao oceano pode também (dessensibilização gradual) ajudar alguém a superar completamente talassofobia e perder o medo do mar definitivamente.

 

comprar livro freud analises de fobias menino hanslivro ansiedade fobias sindrome do panico comprar  medos fobias panico livro comprarcomprar livro tratando fobia panico depressao

 

 

 


Quer ler o site sem anúncios + conteúdo exclusivo?
☆ Assine o Psicoativo Premium





5 comentários em “Talassofobia (Medo do mar): Sintomas, causas, tratamento

  • 27/09/2016 em 15:07
    Permalink

    Belo post bem explicado. Tenho muito de mar, rios, fontes etc. Não consigo me aproximar e tenho muitos pesadelos que morro afogada. Às pessoas me dizem que sonhos repetidos é porque tem mais chances de acontecer. A minha fobia só aumenta.

    Resposta
  • 20/04/2017 em 14:45
    Permalink

    Não Tenho medo de entrar no mar, rios. mas tenho pavor de ver imagens de rios, praias e oceano.

    Resposta
  • 30/04/2017 em 16:10
    Permalink

    Eu tenho medo da imensidão. Tenho medo de coisas pequenas que na água ficam grandes. Não tenho coragem de mergulhar mas vou à praia. Às vezes sonho que estou na água e que não é muito fundo eu até consigo ver a superfície mas nunca consigo alcançar isso é um pesadelo pra mim. Às vezes sonho com aquário gigante eu nem olho no meu sonho. Da mesma maneira tb tenho medo de reflexo infinito de espelhos.

    Resposta
  • 06/07/2018 em 00:53
    Permalink

    Tenho essa fobia junto a selachofobia. Nao vou a praias . Mas quando alguem fala a palavra tubarão minha mente cria imagens e sensações reais minhas em que estou no mar ou junto ao mesmo q citei. Meu coração dispara tenho vomtade de chorar e vomitar. Fico arrepiado isso tudo só co. Oq eu penso. Foi dificil ler esse artigo mas lutei até o fim pra encontrar respostas do poraue sinto isso. A muito tempo sofro com isso

    Resposta
  • 17/12/2018 em 11:58
    Permalink

    Excelente artigo, parabéns!
    Moro em Salvador-Ba, onde temos uma vasta área de praias e, desde criança, tive uma relação muito estreita com o mar. Já pratiquei caça-submarina (até os 25 anos) e, atualmente (63 anos) pratico natação, tanto em piscina quanto no mar. Logo, tenho grande conexão com o oceano.
    Enfim, gostaria, se possível, que vocês me indicasse caminhos para que eu possa ampliar meus conhecimentos a cerca desses temas e me aprofundar nos estudos, visto que sou estudante de Educação Física, com grande foco na natação, sendo assim, é bem provável que eu venha a lidar com pessoas com esses tipos de problemas.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.