Selachofobia (Medo de tubarão): Sintomas, causas, tratamentos

Selachofobia / Galeofobia – Medo de tubarões

Selachofobia ou medo de tubarões extremo , provavelmente evoca imagens do grande tubarão branco,  do filme Tubarão (1985) do Spielberg, de grande sucesso popular e conhecido por sua música dramática e efeitos visuais soberbos que exacerbaram o medo de tubarões nas mentes de seus telespectadores. Enquanto a maioria dos telespectadores tende a esquecer isso; um indivíduo com galeofobia (nome menos usado por aqui) continua a temer os bichinhos de forma persistente e irracional.

A palavra selachofobia é cunhada da palavra grega “Galeos”, que significa pequenos tubarões e “Phobos”, que significa medo profundo ou pavor.

Pessoas com selachofobia / galeofobia são extremamente ansiosas com o medo de chegar perto de oceanos, lagos, rios, navios e barcos, ou mesmo visitar aquários ou jardins zoológicos, apesar do fato de que estão em segurança com os tubarões  restritos atrás de janelas de vidro resistente. Em alguns casos, o medo é tão forte que o indivíduo desmaia com a simples imagem ou ouvir / falar sobre tubarões.

Selachofobia Medo de tubarão

Causas do medo de tubarões

Como dito antes, a mídia é uma provável causa do medo de tubarões. Tubarões são retratados como criaturas cruéis ou perigosas. Filmes como Tubarão de Stheven Spielberg (Jaws – 1975), Maré Negra (Dark Tide – 2012) e Do fundo do mar (Deep Blue Sea – 1999, passou muito na Tela de Sucessos do SBT) e etc têm particularmente representado essas criaturas de forma negativa.

A aparência física dos tubarões é muitas vezes considerada como assustadora. Eles têm dentes afiados (muitos dentes) e olhos sem emoção, frios. A barbatana do tubarão (que são vistas saindo para fora da água em filmes) são vistas como ‘ameaçadoras’. Para crianças e adultos ansiosos,  podem evocar imagens assustadoras de criaturas sanguinárias e violentas que estão buscando presas humanas.

Um evento passado traumático relacionado com tubarões (que tenha acontecido, quer direta ou indiretamente) também pode causar selachofobia.

Normalmente, no entanto, são notícias de avistamentos de tubarões na mídia , de surfistas ou nadadores mortos ou mordidos que desencadeia o medo exagerado de tubarões.

Os sintomas da selachofobia

Pessoas com selachofobia tendem a experimentar pânico ou ansiedade na mera menção dos animais ou imagens de tubarões. A seguir estão os sintomas da fobia de tubarões:

  • Ritmo cardíaco elevado
  • Falta de ar, dores no peito
  • Suar em bicas
  • Tremores
  • Sentir náuseas
  • Profunda angústia mental, tonturas ou desmaios.

Muitos fóbicos também gritam ou fecham os olhos cada vez que há uma cena subaquática em filmes. Algumas pessoas tendem a mostrar comportamento de evitação; elas se abstem de ir em passeios remotamente ligadas a tubarões. Isso inclui aquários, parques temáticos aquáticos, praias, rios e zoológicos. Muitos se recusam a nadar nos oceanos ou mesmo tem medo de tubarão na piscina pública, apesar do fato de que essa última não é nem remotamente conectada a tubarões.

Tratamento de selachofobia / perder medo de tubarões

Selachofobia pode ser superada de uma variedade de formas. Muitos parques temáticos oferecem atividades como “nadar com os tubarões” que podem ajudar quem sofre de selachofobia a enfrentar seu medo. Se ele é muito extremo, pode-se começar devagar e gradualmente. Trata-se de olhar para fotos de tubarões ou assistir filmes sobre eles até que se possa progredir para visitar lugares onde os tubarões estão disponíveis.

Conversar com um psicanalista ou hipnoterapeuta também pode ajudar a chegar à raiz do medo. Da mesma forma terapia cognitivo-comportamental pode ajudar a identificar por que os tubarões estão causando um medo tão intenso na mente do fóbico.

Educar-se sobre os tubarões pode ser extremamente útil para curar selachofobia e perder o medo de tubarão. Terapeutas especialmente culpam a mídia por exagerar nas histórias de ataque de tubarão.

Na realidade, os tubarões são assassinos de sangue frio como parecem ser; apenas 30 espécies de tubarões do mundo são realmente perigosas ou são conhecidas por atacar seres humanos. Assim, a selachofobia, como sua definição diz, é simplesmente exagerada.

Se quiser começar agora a perder o medo de tubarões, evite os documentários que focam em tubarões como predadores ferozes e veja esses animais por um ponto de vista biológico, racional e educativo.

Uma das frases do Richard Rasmussen nos vídeos é a seguinte:

“Se você não atrai o tubarão com o alimento, o tubarão não vem até você”. E não, o alimento do tubarão não é você…

São duas séries de vídeos, caso tenha interesse por ver as continuações relacionadas.

Divirta-se 😉

 

comprar livro freud analises de fobias menino hanslivro ansiedade fobias sindrome do panico comprar  medos fobias panico livro comprarcomprar livro tratando fobia panico depressao

 

 

 



DEIXA O LIKE AÍ COMO REFORÇO POSITIVO PRA GENTE :D CURTE E COMPARTILHA E VAMOS LEVAR A PSICOLOGIA AOS CONFINS DO UNIVERSO! \o/\o/\o/\o/\o/


🔴 COMENTA AÍ

3 comentários em “Selachofobia (Medo de tubarão): Sintomas, causas, tratamentos

  • Pingback: Talassofobia (Medo do mar): Sintomas, causas, tratamento ⋆ Psicoativo

  • 12/06/2016 em 17:49
    Permalink

    EU VEJO TUBARÃO ATE EM PISCINA ERA ZUADA POR ISSO . EU VOU TENTAR NADAR OU DA UM MERGULHO E VEJO UM GRANDE TUBARÃO BRANCO

    Resposta
    • 24/07/2016 em 20:26
      Permalink

      Não tenha medo,isso é coisa de sua imaginação,maas,se for mais forte que você,
      procure um psicologo ou leia livros que falam sobre o assunto,serio,eu tenho
      11 anos e tinha medo de crocodilos e agua profunda,somos iguais né?Li alguns
      livros e hoje me sinto bem.

      Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.