Zoofobia (Medo de animais): Causas, sintomas, tratamentos

As fobias são transtornos de ansiedade. O homem é conhecido por desenvolver medo de tudo e qualquer coisa, e a zoofobia (medo de animais) é uma das fobias específicas mais comuns. A pesquisa realizada sobre essa fobia mostrou que os seres humanos têm uma predisposição genética para temer certos tipos de animais. Muitas vezes animais como cobras, aranhas, insetos e etc estimulam uma resposta de repulsa / medo em nós. Até certo ponto, esse medo é necessário para a sobrevivência da espécie humana. O grau em que os seres humanos temem certos animais está diretamente relacionado às características, propriedades assustadoras do animal e sua discrepância da forma humana.

Zoofobia - medo de animaisPesquisas realizadas sobre o medo de animais têm mostrado resultados interessantes. Estes estudos dividem a zoofobia em 2 categorias, nomeadamente: “medo relevante” e “medo irrelevante”.  Explicando rapidamente: alguns animais podem ser considerados bonito ou inofensivos, outros ferozes ou selvagens, e uma terceira categoria como ‘viscosos ou repugnantes “. Na maioria dos países onde a pesquisa foi realizada, observou-se que a categoria ‘aversão a animais relevantes” teve uma maior pontuação de medo em relação aos animais nas outras duas categorias.

Normalmente, as pessoas com zoofobia tendem a temer animais viscosos como lagartos (herpetofobia), rãs e sapos (Batracofobia), cobras (ofidiofobia), aranhas (aracnofobia), baratas (Catsaridafobia ou katsaridafobia ), larvas (Escolecifobia ), ratos (Musofobia ou murofobia ), vermes (Verminofobia) , traças, etc. Porém, também existe problema com animais mais ‘bonitinhos’, como acontece na Cinofobia – o medo de cachorros e até com borboletas (motefobia).

Causas da zoofobia

Fobia de animais é comum e existe em todo o mundo. Normalmente, ela surge a partir de uma experiência de infância negativa envolvendo determinado animal. Em alguns casos, acontece de a pessoa perder o medo de animais naturalmente, sem qualquer tratamento específico. Em outros casos, a fobia persiste ao longo da vida.

A razão  mais comum por trás da aquisição da zoofobia é a intensa ansiedade ou stress que se desenvolve na mente do indivíduo. Esta emoção se manifesta profunda no cérebro e recorda-se cada vez que o indivíduo é colocado em uma situação estressante. (Isso normalmente inclui ser colocado no mesmo ambiente que o animal objeto da fobia).

É essencial observar que nem todo medo de animais podem ser rotulado como zoofobia. Este último é um medo persistente, irracional e injustificado de animais não importa quão perigosos ou inofensivos eles são. Em outros casos, o medo de cobras e aranhas pode ser considerado como bastante comum e necessário.

Sintomas do medo de animais

A Clínica Mayo afirma que os sintomas da zoofobia podem apresentar-se não só quando o indivíduo é confrontado com o objeto de seus medos, mas mesmo quando ele apenas pensa nesse objeto. Sintomas físicos e emocionais comuns da zoofobia são:

  • Tonturas, desmaios
  • Sentir-se com asfixia ou como se estivesse morrendo
  • Paralisia
  • Ritmo cardíaco elevado
  • Respiração rápida e superficial
  • Sudorese, tremores
  • Tentativa de fuga
  • Um filme / imagem constante é executado na mente do fóbico onde ele imagina ser atacado pelo animal.

Tratamento para perder medo de animais

Cada indivíduo que sofre de zoofobia deve entender que não está sozinho e existem milhões ao redor do mundo que sofrem de vários tipos dessa mesma fobia. Felizmente, existem opções para o tratamento. A terapia comportamental é um tratamento que é conhecido por ser altamente eficaz. Alguns médicos ou psicoterapeutas também recomendam medicação para tratar a ansiedade intensa. No entanto, estes devem ser usados ​​como último recurso.

Dessensibilização gradual é outro método conhecido por ser altamente eficaz para tratar o medo de animais. Ele consiste em submeter o paciente a fotos ou imagens do animal temido. Na maioria das vezes, isso é feito num ambiente controlado, de modo que o paciente é capaz de lidar com a ansiedade extrema.

Além de sedativos e antidepressivos, meditação e visualização positiva são também boas soluções a longo prazo para superar a fobia animal. Falar sobre os medos ou escrevê-las também são métodos terapêuticos e podem ajudar a perder o medo de animais definitivamente.

 

comprar livro freud analises de fobias menino hanslivro ansiedade fobias sindrome do panico comprar  medos fobias panico livro comprarcomprar livro tratando fobia panico depressao

 

 

 
 
 
 
 
 
 




DEIXA O LIKE AÍ COMO REFORÇO POSITIVO PRA GENTE :D CURTE E COMPARTILHA E VAMOS LEVAR A PSICOLOGIA AOS CONFINS DO UNIVERSO! \o/\o/\o/\o/\o/


🔴 COMENTA AÍ