O Teste Ultracurto para Transtornos de Ansiedade (só 2 perguntas)

Teste ultra-curto pode ajudar a identificar um problema de ansiedade rapidamente

Quase 20% das pessoas que visitam um médico tem um transtorno de ansiedade, de acordo com a pesquisa. E apenas duas perguntas são muitas vezes o suficiente para sugerir que há um problema que precisa ser tratado:

  1. Nas últimas duas semanas, você se sentiu nervoso, ansioso ou no limite?
  2. Nas últimas duas semanas, você tem sido incapaz de parar ou controlar preocupação?

Há quatro respostas possíveis para essas duas perguntas:

  1. De modo nenhum,
  2. vários dias,
  3. mais da metade dos dias,
  4. quase todos os dias.

Quanto mais frequentemente alguém está preocupado e incapaz de parar ou controlar isso (ou seja, todos os dias ou mais da metade dos dias), mais chances de haver um problema.

Leia mais:

Dr. Kurt Kroenke, o primeiro autor do estudo, disse:

“A ansiedade muitas vezes se manifesta como um sintoma físico como dor, fadiga, ou incapacidade de dormir, por isso não é de estranhar que um em cada cinco pacientes que vêm a um consultório médico com uma queixa física tem ansiedade.”

Leia: Sintomas de transtorno de ansiedade generalizada (TAG)

O estudo foi realizado em 965 pessoas em 15 clínicas de cuidados primários.

Dr. Kroenke disse:

“Os médicos gostam de quantificar as coisas.

Podemos objetivamente medir a pressão arterial, glicemia ou colesterol, mas os sintomas de ansiedade pode não ser notados em uma prática de cuidados primários ocupada.

As sete questões do GAD-7 e notavelmente até mesmo a versão “ultra-rápida” de duas questões dá ao médico uma ferramenta para quantificar os sintomas do paciente – uma espécie de teste de laboratório para a ansiedade”.

É evidente que estas duas questões por si só não são suficientes para um diagnóstico, mas podem ajudar a identificar quando há uma necessidade de mais ajuda.


 

O estudo foi publicada nos Annals of Internal Medicine ( Kroenke et al., 2007 ).

Por Jeremy Dean.


Quer ler o site sem anúncios + conteúdo exclusivo?
☆ Assine o Psicoativo Premium





Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.