Aquisição – Condicionamento Clássico | Psicologia Comportamental

O que é a aquisição?

Aquisição refere-se aos primeiros estágios da aprendizagem quando uma resposta é estabelecida. No condicionamento clássico, refere-se ao período em que o estímulo vem a evocar a resposta condicionada.

Nick Vedros & Assoc. / The Image Bank / Getty Images
Nick Vedros & Assoc. / The Image Bank / Getty Images

Como novos comportamentos são adquiridos?

Considere a experiência clássica de Pavlov com cães. Ao associar a apresentação de alimentos com o som de um sino, Pavlov foi capaz de condicionar os cães a salivarem em resposta à apresentação do som do sino. A fase em que os cães começaram a salivar em resposta ao som é o período de aquisição.

Como funciona a aquisição no condicionamento clássico?

Como é que a aquisição ocorre? No condicionamento clássico, emparelhamentos repetidos do estímulo condicionado (CS) com o estímulo incondicionado (UCS), eventualmente, levam à aquisição. Lembre-se, o estímulo incondicionado é aquele que naturalmente evoca a resposta incondicionada (UCR). Depois de emparelhar o estímulo condicionado (CS) com a resposta incondicionada (UCS) repetidamente, só o CS vai eliciar a resposta, o que hoje é conhecido como a resposta condicionada (CR).

Durante a aquisição, o estímulo condicionado e estímulo incondicionado são repetidamente emparelhados para criar uma associação. Vários parelhamentos são necessários, mas o número de ensaios necessários pode variar dependendo do que está sendo aprendido. Por exemplo, imagine que você está ensinando um cão a temer o som de uma cascavel. Este tipo de aprendizagem provavelmente ocorrerá muito mais rapidamente desde que o animal já pode ser preparado biologicamente para formar tal associação. Como resultado, a aquisição vai acontecer muito mais rápido do que se você estivesse ensinando seu cão afingir de morto.

A força da resposta condicionada continuará a aumentar até um certo ponto antes de começar a se estabilizar.

Uma vez que a associação entre o CS e UCS foi estabelecida, a resposta é adquirida. Neste ponto, o comportamento é ainda muitas vezes reforçado para fortalecer a associação.

Por exemplo, imagine que você está ensinando um pombo a bicar uma chave sempre que você tocar um sino. Inicialmente, você coloca um pouco de comida na chave e emite um som antes do pombo bicar a chave. Depois de várias tentativas, o pombo começa a bicar a chave sempre que ele ouve o sinal, significando que ele adquiriu o comportamento. Se parar de reforçar o comportamento neste momento, o pássaro vai parar rapidamente de se engajar na ação, e a extinção pode ocorrer. Se você continuar reforçando a associação entre o som e a comida, a resposta se tornará muito mais forte.

Que fatores influenciam a Aquisição?

Uma série de fatores pode afetar a rapidez com que a aquisição ocorre. Em primeiro lugar, a saliência do estímulo condicionado pode desempenhar um papel importante. Se o CS é muito sutil, o aluno pode não notar o suficiente para associar com o estímulo incondicionado. Estímulos que são mais visíveis geralmente levam a aquisição mais rápida.

Por exemplo, se você está treinando um cão a salivar em resposta ao som, a aquisição será mais provável se o som é perceptível e inesperado. O som de um sino vai produzir um resultado melhor do que um som tranquilo ou um som neutro que o animal ouve regularmente.

Em segundo lugar, o tempo desempenha um papel crítico. Se há muito atraso entre a apresentação do estímulo condicionado e o estímulo incondicionado, o aluno pode não formar uma associação entre os dois. A abordagem mais eficaz é a de apresentar o CS e, em seguida, rapidamente introduzir o UCS de modo que há uma sobreposição entre os dois. Como regra geral, quanto maior o atraso entre o UCS e o CS, mais tempo levará a aquisição.


Via Very Well



DEIXA O LIKE AÍ COMO REFORÇO POSITIVO PRA GENTE :D CURTE E COMPARTILHA E VAMOS LEVAR A PSICOLOGIA AOS CONFINS DO UNIVERSO! \o/\o/\o/\o/\o/


🔴 COMENTA AÍ

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.