Psicologia da Gestalt

Psicologia da Gestalt é uma perspectiva psicológica que enfatiza que a mente tende a perceber o todo e padrões unificados em vez de pedaços que compõem essas totalidades e padrões. Por exemplo, quando assistimos a um filme percebemos as imagens em movimento como um evento significativo, não uma sucessão de várias fotos estáticas.

A escola Gestalt da psicologia é talvez mais conhecida pelo desenvolvimento de princípios de percepção visual que descrevem como nós organizamos partes visuais em um todo, por exemplo, como nós mentalmente separamos o primeiro plano e o fundo de uma imagem.

Psicologia da Gestalt

Psicologia da Gestalt é uma escola de pensamento que olha para a mente humana e o comportamento como um todo. Ao tentar entender o mundo que nos rodeia, a psicologia da Gestalt sugere que não nos concentramos simplesmente em cada componente pequeno.

Em vez disso, nossas mentes tendem a perceber objetos como parte de um todo maior e como elementos de sistemas mais complexos. Esta escola de psicologia desempenhou um papel importante no desenvolvimento moderno do estudo da sensação e percepção humana.

Uma Breve História da Psicologia Gestalt

Originária da obra de Max Wertheimer, a psicologia da Gestalt foi formada em parte como resposta ao estruturalismo de Edward Titchener.

Enquanto Wundt estava interessado em dividir as questões psicológicas em sua menor parte possível, os psicólogos da Gestalt estavam interessados ​​em olhar para a mente e o comportamento como grandes sistemas. O princípio norteador do movimento da Gestalt era que o todo é maior do que a soma de suas partes.

O desenvolvimento desta área da psicologia foi influenciado por um número de pensadores, incluindo Immanuel Kant, Ernst Mach, e Johann Wolfgang von Goethe.

O desenvolvimento da psicologia da Gestalt foi influenciado em parte pelas observações de Wertheimer um dia em uma estação de trem. Ele comprou um estroboscópio de brinquedo que exibia imagens em uma sequência rápida para imitar movimento. Mais tarde, ele propôs o conceito do fenômeno Phi em que as luzes intermitentes em sequência podem levar ao que é conhecido como movimento aparente.

Em outras palavras, percebemos movimento onde não há nenhum. Filmes são um exemplo de movimento aparente. Através de uma sequência de quadros fixos, a ilusão de movimento é criada.

“A ‘fórmula fundamental’ da teoria da Gestalt pode ser expressa dessa maneira”, escreveu Max Wertheimer. “Há conjuntos, cujo comportamento não é determinado por seus elementos individuais, mas onde os processos parciais são determinados eles mesmos pela natureza intrínseca do todo. É a esperança da teoria da Gestalt determinar a natureza de tais conjuntos “(1924).

A Percepção Figura-Fundo

Psicólogos da Gestalt mais famosos

  • Max Wertheimer
  • Kurt Koffka
  • Wolfgang Kohler

Leis da organização perceptiva Gestalt

Você já notou como uma série de luzes piscando muitas vezes parece estar se movendo, como sinais de neon ou luzes de Natal? De acordo com a psicologia da Gestalt, esse movimento aparente acontece porque nossas mentes preenchem informações faltantes. Essa crença de que o todo é maior que a soma das partes individuais levou à descoberta de vários fenômenos diferentes que ocorrem durante a percepção.

A fim de entender melhor como funciona a percepção humana, psicólogos da Gestalt propuseram uma série de leis de organização perceptual, incluindo:

  • A Lei da Semelhança
  • A Lei da Pregnância
  • A Lei da Proximidade
  • A Lei da Continuidade
  • A Lei de Fechamento

A lei da semelhança sugere que itens semelhantes tendem a ser agrupados. Se um número de objetos em uma cena são semelhantes uns aos outros, você naturalmente os agrupará e os perceberá como um todo.

Por exemplo, uma série de círculos ou quadrados empilhados em conjunto serão vistos como uma série de colunas em vez de apenas formas individuais.

A lei da proximidade sugere que objetos próximos uns dos outros tendem a ser vistos como um grupo. Se você ver um número de pessoas de pé juntas, você pode imediatamente assumir que elas são todas parte do mesmo grupo social.

Em um restaurante, por exemplo, o anfitrião ou anfitriã pode assumir que as pessoas sentadas ao lado uma da outra na sala de espera estão juntas e pergunta se elas estão prontas para se sentar. Na realidade, elas podem só estar sentadas perto uma da outra, porque há pouco espaço na sala de espera ou porque esses eram os únicos assentos disponíveis.

Psicologia da Gestalt também ajudou a introduzir a ideia de que a percepção humana não é apenas sobre ver o que está realmente presente no mundo ao nosso redor. Muito do que percebemos é fortemente influenciado por nossas motivações e expectativas.


Referências:

Wertheimer, M. (1938). Gestalt theory. In W. D. Ellis (Ed.), A Source Book of Gestalt Psychology. London, England: Routledge & Kegan Paul; 1997.

Adaptação do artigo da Very Well.





3 comentários em “Psicologia da Gestalt

  • Pingback:Gestalt ⋆ Psicoativo

  • 07/12/2017 em 14:10
    Permalink

    Estruturalismo de Wundt? Estruturalismo não é de Thitchner? Wundt foi o autor do laboratório de psicologia experimental na Alemanha, 1879. Não entendi!

    Resposta
    • 07/12/2017 em 15:00
      Permalink

      Boa observação.

      Alguns historiadores da psicologia defendem que muitas das ideias do Estruturalismo vieram de Wundt. Titchener partiu dele, modificou muita coisa e estabeleceu o nome da escola como Estruturalismo. Se quiser dar uma olhada:
      Como Estruturalismo e Funcionalismo Influenciaram a Psicologia

      Mas é melhor usar “o estruturalismo de Titchener” mesmo. Já editei o artigo, obrigado pelo comentário.

      Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.