Você avalia racionalmente os argumentos dos quais discorda?

Em uma sociedade polarizada pode ser extremamente difícil convencer outras pessoas com nossos argumentos, e muitas vezes parece que as discussões são inúteis. Por que isso acontece?


A psicologia nos ajuda a entender um pouco melhor as razões para esse tipo de problema, por exemplo, mostrando que independente das inclinações políticas a maioria das pessoas estão muito motivadas a proteger seus pontos de vista.

Um novo artigo publicado na Journal of Cognitive Psychology testou a capacidade das pessoas de avaliar a lógica dos argumentos formais (silogismos) que confirmavam ou contradiziam seus pontos de vista sobre o aborto. Vladimíra Čavojová e seus colegas da Academia de Ciências da Eslováquia demonstraram mais uma evidência impressionante de como nossa capacidade de raciocínio pode estar prejudicada por vieses.

Como foi feito o estudo

387 participantes na Eslováquia e na Polônia, em sua maior parte estudantes universitários, tiveram sob análise suas opiniões sobre o aborto, tema bem atual e controversos nos dois países. Os pesquisadores apresentaram aos participantes 36 silogismos. Veja exemplos abaixo:

Exemplos de silogismos válidos e inválidos (tradução livre)

Neutro

Válido:

  • Todos os mastiffs são cães.
  • Alguns mastiffs são pretos.
  • Algumas das coisas que são pretas são cachorros.

Inválido:

  • Todos os mastiffs são cães.
  • Alguns cães são pretos.
  • Algumas das coisas que são pretas são mastiffs.

Pró-vida

Válido:

  • Todos os fetos devem ser protegidos.
  • Alguns fetos são seres humanos.
  • Alguns seres humanos devem ser protegidos.

Inválido:

  • Todos os fetos são seres humanos.
  • Alguns seres humanos devem ser protegidos.
  • Alguns dos que devem ser protegidos são fetos.

Pró-escolha

Válido:

  • Todos os direitos das mulheres devem ser apoiados.
  • Alguns dos direitos das mulheres são abortos.
  • Alguns abortos devem ser apoiados.

Inválido:

  • Todos os abortos são direitos das mulheres.
  • Alguns dos direitos das mulheres devem ser apoiados.
  • Algumas das coisas que devem ser apoiadas são os abortos.

___________________________________________________________

O desafio no estudo era determinar se a terceira afirmação de cada silogismo seguia logicamente as duas primeiras (assumidas como premissas verdadeiras). É um teste de puro raciocínio lógico, e os participantes foram instruídos a considerarem as duas primeiras afirmações como verdadeiras. Para ter sucesso na tarefa, era necessário avaliar apenas a lógica, desconsiderando suas próprias crenças, conhecimentos prévios e opiniões pessoais.

Conclusões: não pensamos tão objetivamente

Segundo Čavojová e seus colegas, o raciocínio lógico dos participantes sofreu interferência de suas opiniões sobre o aborto. Principalmente, os participantes tiveram dificuldade em aceitar como lógicos os silogismos válidos que contradiziam suas crenças, e acharam difícil rejeitar como ilógicos os silogismos válidos que confirmavam suas crenças.

Você facilmente pode pensar: “mas esse negócio aí é muito difícil, pode ser que ninguém entendeu direito o que que é esse negócio de lógica”. Fato é que, curiosamente, esse “viés do meu lado” foi maior entre os participantes com experiência anterior ou treinamento em lógica!

“Nossos resultados mostram porque os debates sobre questões controversas muitas vezes parecem tão fúteis”, disseram os pesquisadores. “Nossos valores podem nos cegar para reconhecer a mesma lógica nos argumentos do nosso oponente se os valores subjacentes a esses argumentos ofenderem os nossos.”

Este é apenas um de vários estudos em psicologia que demonstram como nosso raciocínio pode ser falho, e como é difícil avaliarmos evidências e argumentos de forma objetiva. Outras pesquisas mostram que:

Isso tudo mostra que pensar objetivamente é difícil pra maioria das pessoas. Muitas vezes não somos tão racionais e imparciais quanto pensamos.

Talvez você também queira saber sobre:

Via BPS Research Digest


Quer ler o site sem anúncios + conteúdo exclusivo?
☆ Assine o Psicoativo Premium





2 comentários em “Você avalia racionalmente os argumentos dos quais discorda?

  • 25/10/2018 em 12:22
    Permalink

    Bom dia!

    Achei o artigo muitíssimo interessante, E leva a uma reflexão que deve ser demorada.
    É um artigo que remete de imediato a questão do fanatismo, por religião, futebol, política …etc.
    Carece de um aprofundamento intenso na busca de entender essa postura de dono da verdade
    que está arraigado em nós.

    O fator cultural implica muito na questão da aceitação de temas na aceitação de novas verdades,
    contudo vemos pessoas ditas cultas carecerem um pouco de modéstia na aceitação do que lhes vem na conta mão de suas ideias e ideais.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.