Eisoptrofobia (medo de espelhos): Sintomas, causas, tratamentos

O medo de espelhos é conhecido por vários nomes: Catoptrofobia, espectrofobia e Eisoptrofobia.

  • A palavra se origina do grego Catoptrophobia: Catropto ou katoptron (espelhos) e Phobos (medo).
  • Espectrofobia é derivada da palavra latina espectro (fantasmas).
  • Eisotrofobia provém de grego ‘eis’ (em) e optikos(visão).

A sociedade moderna é altamente obcecada com a auto-imagem: a maioria das pessoas, especialmente mulheres, tem medo de olhar em espelhos pelo medo de não atender aos padrões do jogo da beleza. Elas temem que, como no famoso conto de fadas Branca de Neve e os sete anões, o espelho vai dizer que elas não são as mais bonitas (uma esquizofrenia metafórica). Isso à parte; a maioria dos indivíduos catoptrofóbicos têm medo de espelhos, devido à sua ligação com o sobrenatural.

Vamos estudar mais algumas causas da eisoptrofobia.

Eisoptrofobia (medo de espelhos
“Eisoptrofobia – medo de espelhos” – Farhana Haque

Causas de Catoptrofobia

Eisoptrofobia, como mencionado antes, pode se originar devido a noções preconcebidas de imagem corporal e beleza. Muitas pessoas com excesso de peso, por exemplo, tendem a evitar olhar em espelhos ou mesmo posar para fotos. Naturalmente, essas pessoas não são fóbicas, mas tentam evitar espelhos tanto quanto possível. A diferença é que elas não necessariamente se importariam de ter espelhos por perto.

Maioria dos casos de medo de espelhos (eisoptrofobia) têm suas raízes no passado. O mais antigo caso de medo do próprio reflexo conhecido pode ser rastreado até o primórdio medo da humanidade de águas tranquilas.

Antes de avanços modernos, os seres humanos não usavam espelhos; ao contrário, eles viam seu reflexo em águas de lagos, rios, etc. Muitas vezes pensaram que “era sua alma olhando para eles”. Isto deu origem ao conceito de que a ‘alma pode ser separada do corpo, mesmo antes da morte”.

Muitos contos populares também foram desenvolvidos em torno deste conceito. Por exemplo:

  • uma história sobre a perturbação no reflexo de um personagem em um lago, eventualmente, leva à desgraça iminente ou desastre. Isso levou a associação entre espelhos quebrados e má sorte / morte.
  • Até hoje em dia, quebrar espelho implica em “sete anos de azar“.
  • Muitas tribos africanas também associam reflexos no escuro de águas tranquilas com a morte. Eles evitam olhar em tais águas, pois temem que crocodilos / espíritos malignos podem matá-los, simplesmente tirando a sua reflexão, e tirando suas almas.
  • Em várias culturas, crianças com menos de um ano de idade não são mostrados à um espelho devido à crença de que elas podem morrer quando expostas ao seu reflexo.
  • Da mesma forma, em certas culturas, espelhos em agregados familiares em que tenha ocorrido a morte são mantidos velados para que os membros da família de luto não vejam seu reflexo (ou eles também podem morrer em breve).
  • Noivas são proibidas de olhar em um espelho quando já trajadas com o vestido do casamento. (No entanto, como um casal, os recém-casados ​​podem olhar no espelho juntos uma vez que este é auspicioso).

Assim, espelhos têm muitas superstições associadas a eles. Estas crenças supersticiosas podem facilmente criar medo de espelhos em indivíduos ansiosos, predispostos a desenvolver a eisoptrofobia.

Catoptromancia ou advinhação de espelho era um tipo de magia negra praticada por pessoas no início dos século 17. Os praticantes mergulhavam espelhos metálicos na água e estudavam o reflexo da pessoa doente para decidir se ela iria viver ou morrer.

Cultura pop, mídia, livros e filmes mostram os maus espíritos presos dentro de espelhos próximos que podem sair para assombrar as pessoas. Os vampiros não têm reflexo uma vez que não tem nenhuma alma. Todos esses conceitos também podem desencadear a fobia de espelhos / eisoptrofobia.

Alguns indivíduos esquizofrênicos ou pessoas com insuficiências renais também tendem a ter eisoptrofobia.

Os sintomas do medo de espelhos

Um medo de espelhos exagerado ou persistente pode causar muitos sintomas, tais como:

  • Evitação de espelhos
  • Tremedeira / agitação
  • Pensamentos de morte
  • Gritar, chorar, tentar fugir
  • Taquicardia, respiração superficial, pupilas dilatadas, sudorese
  • Ataques de ansiedade e de pânico

Tratamento para medo de espelhos – Curar eiseptrofobia

Dar passos de bebê é a melhor maneira de superar qualquer medo, e o mesmo vale para curar eisoptrofobia.

  • Terapia de exposição gradual pode ajudar um indivíduo lentamente a progredir para superar seu medo de uma vez por todas. Nesta terapia, se começa por olhar para imagens de espelhos, pensar em espelhos e, finalmente, progride para segurar e olhando dentro de um.
  • Os remédios homeopáticos, ervas e etc também são usados para ajudar a aliviar a ansiedade associada com a eiseptrofobia. Lavanda, Camomila, Melissa etc são alguns exemplos.
  • Terapia da conversa, grupos de apoio online e offline podem ajudar o fóbico a dar vazão aos seus medos. Família e amigos devem apoiar o indivíduo catoptrofóbico ao invés de provocá ou tirar sarro dele.
  • Terapia PNL, hipnoterapia e psicoterapia são alguns outros métodos eficazes no tratamento do medo de espelhos.

 

comprar livro freud analises de fobias menino hanslivro ansiedade fobias sindrome do panico comprar  medos fobias panico livro comprarcomprar livro tratando fobia panico depressao

 

 

 
 
 
 
 
 
 


Quer ler o site sem anúncios + conteúdo exclusivo?
☆ Assine o Psicoativo Premium





Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.