Porque não pedir aumento por email e nem discutir na internet

Argumentos escritos são menos propensos a convencer as pessoas de um ponto de vista do que ter uma reunião, porque eles ‘desumanizam’ argumentos

  • As pessoas estão mais propensas a te julgar duramente pela sua opinião quando escrita
  • Ouvir a opinião de alguém em vez de lê-la provoca maior compreensão

Leia mais:

Pode parecer assustador, mas se você realmente deseja obter um aumento de salário, reúna-se com seu chefe em pessoa, em vez de enviar um pedido por email.

Isso de acordo com cientistas na Califórnia que afirmam que argumentos orais têm um impacto mais poderoso do que aqueles que são escritos.

Isso ocorre porque a leitura de um ponto de vista pode ‘desumanizar’ um argumento, levando a menos empatia, e menos chance do leitor se voltar a pensar da mesma forma.

Pesquisadores da Universidade da Califórnia expuseram 300 pessoas a uma gama de opiniões e, em seguida, pediram-lhes para julgar a outra pessoa. Os tópicos incluíam gêneros musicais e aborto, e foram projetados para incitar uma forte reação.

Ao ler um argumento do qual discordava, o ouvinte tinha a tendência de ‘desumanizar’ a outra pessoa. Os cientistas classificaram isso como ‘ter uma capacidade diminuída de pensar ou sentir.’ Esta avaliação foi muito mais propensa a ser formada ao ler uma opinião do que ao ouvi-la.

O estudo descobriu que quando alguém ouve um argumento do qual discorda, a capacidade de ouvir a voz da outra pessoa lhes permite formar uma visão mais bem equilibrada da pessoa por trás do comentário.

Os autores disseram em seu estudo: ‘discurso de uma pessoa também transmite capacidade mental, de tal forma que ouvir uma pessoa explicar suas crenças faz a pessoa parecer mais mentalmente capaz. Estes resultados sugerem que o meio pelo qual as pessoas se comunicam pode influenciar sistematicamente as impressões que eles formam um do outro.’

As dimensões extras da comunicação verbal significam que as pessoas eram menos propensas a saltar para respostas extremas e foram consideravelmente menos duras.

Falando ao The Washington Post , a co-autora do estudo Juliana Schroeder disse: ‘Um de nós leu um trecho do discurso que foi impresso em um jornal de um político com quem discordamos fortemente. Na semana seguinte, ele ouve o mesmo exato trecho do discurso tocando em uma estação de rádio. Ele ficou chocado com o quão diferente sua reação foi em direção ao político quando leu o trecho em comparação com quando ouviu isso. Quando leu a declaração, o político parecia idiota, mas quando ele ouviu falar, o político realmente parecia razoável.’

A nuance e sutileza da comunicação verbal adicionam camadas extras à palavras. A maneira mais produtiva para discutir, ao que parece, não é online. 


O estudo foi publicado na Psychological Science.

Via Dailymail

 





Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.