O que é Psicologia Positiva? (E o que NÃO é)

Psicologia Positiva – Surgimento

Quando o Dr. Martin Seligman fez seu discurso de posse como Presidente da American Psychological Association, ele falou sobre a necessidade de o campo da psicologia não olhar apenas para a doença, deficit e patologia e, em vez disso, olhar para o que é o melhor nas pessoas e como pessoas prosperam. Foi neste momento que o campo da psicologia positiva nasceu, com o seu foco sobre o que está certo com as pessoas em vez de o que está errado com elas.

O campo da psicologia positiva, em seguida, gerou uma infinidade de estudos de pesquisa sobre como as pessoas realizarem o seu potencial, como as pessoas podem descobrir seus pontos fortes e, em seguida, aplicá-los, como as pessoas podem experimentar emoções mais positivas e como as pessoas podem ser felizes. Foi este último ponto sobre a felicidade que muitas vezes levou pessoas interpretarem erroneamente a psicologia positiva como sendo a ciência da felicidade, com a imagem do rosto amarelo, sorrindo. Psicologia positiva é muito mais do que isso, porém.

Psicologia Positiva

Outros equívocos sobre a psicologia positiva é que ela é simplesmente “pensamento positivo”, e que a repetição de um padrão de pensamento positivo ou palavras positivas irá resultar em um resultado desejado ou que a psicologia positiva é meramente o Princípio de Poliana, onde há um foco incansável na visão otimista.

Além disso, muitas vezes as pessoas nunca ouviram falar da psicologia positiva.

Professor David Cooperrider descreve assim, “a imponente contribuição atemporal da psicologia positiva é a transformação na questão central do mundo – A busca apreciativa ou investigação sobre o que dá vida a sistemas humanos quando eles estão mais vivos”

Uma segunda onda da psicologia positiva que está emergindo, reconhece que, embora seja mais benéfico para o nosso bem-estar físico e mental focar no positivo, há a apreciação realista que a vida não é e sempre vai ser sempre um mar de rosas e que, na verdade, é uma suposição precisa perceber que haverá contratempos, decepções e dias ruins. A segunda onda da psicologia positiva está pesquisando maneiras com que esses contratempos, decepções e dias ruins podem ser mitigados ou superados, de modo que as pessoas sejam capazes de levar uma vida próspera.

Pesquisador de psicologia positiva e professor, Dr. Tim Lomas, da Universidade de East London, descreve a psicologia positiva como “a arte e a ciência para melhorar o bem-estar” e seu colega, o Dr. Itai Ivtzan define o campo como sendo “sobre qualquer coisa que percorre na vida e qualquer coisa que sentimos dentro de nós que permite a transformação positiva “.

Dr Paul Wong reconheceu a necessidade de abordar equívocos da psicologia positiva e fala do campo como sendo “o estudo científico de como trazer o melhor nas pessoas e organizações, apesar do lado escuro da vida.”

 



DEIXA O LIKE AÍ COMO REFORÇO POSITIVO PRA GENTE :D CURTE E COMPARTILHA E VAMOS LEVAR A PSICOLOGIA AOS CONFINS DO UNIVERSO! \o/\o/\o/\o/\o/


🔴 COMENTA AÍ

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.