As Desvantagens de parecer muito Feliz

Há provas abundantes de que ser ou parecer ser feliz confere muitas vantagens na vida, na saúde, relacionamentos e no trabalho. Por outro lado, no entanto, Ana Swanson aponta para o trabalho de Barasch et al . mostrando que pessoas muito felizes são mais propensas a ser roubadas.


Destaques

• Nós examinamos como a magnitude da felicidade expressa influencia a percepção social.

• Pessoas muito felizes são percebidas como mais ingênuas do que os indivíduos moderadamente felizes.

• Acredita-se que pessoas muito felizes são abrigam-se de informação negativa.

• Pessoas muito felizes são exploradas em conflitos de interesse e em negociações distributivas.

• Desafiamos o trabalho anterior, identificando uma desvantagem de expressar felicidade.

Resumo

“Em seis estudos, examinamos como a magnitude da felicidade expressa influencia a percepção social e comportamento interpessoal. Nós achamos que a felicidade evoca diferentes julgamentos, quando expressa em níveis elevados do que quando expressa em níveis moderados, e que esses julgamentos influenciam o comportamento oportunista.

Especificamente, as pessoas percebem indivíduos muito felizes como mais ingênuos do que os indivíduos moderadamente felizes. Essas percepções refletem a crença de que pessoas muito felizes protegem-se de informações negativas sobre o mundo.

Como resultado destas inferências, pessoas muito felizes, em relação a pessoas moderadamente felizes, são mais propensas a receber aconselhamento tendencioso de consultores em um conflito de interesses e são mais propensas a serem escolhidas como parceiras de negociação quando a oportunidade para a exploração é saliente.

Nossas descobertas desafiam os pressupostos existentes em psicologia do comportamento e organizacional, identificando uma desvantagem significativa de expressar a felicidade, e sublinhando a importância de examinar as expressões emocionais em diferentes magnitudes. Convidamos o trabalho futuro a explorar a forma como a mesma emoção, experimentada ou expressa em diferentes níveis, influencia o julgamento e comportamento.


Via Deric’s Mindblog


Quer ler o site sem anúncios + conteúdo exclusivo?
☆ Assine o Psicoativo Premium





Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.