Diferenças entre reforço negativo e punição positiva

O reforço negativo procura promover um comportamento desejável por remoção de um estímulo aversivo enquanto punição positiva vai parar um comportamento indesejável por aplicação de um estímulo aversivo.


punição-positiva-reforco-negativo

A fim de ser eficaz, ambas as formas de condicionamento devem ser consistentes e os estímulos devem ser adequadamente adaptados para o comportamento em questão.

Reforço negativo e punição positiva são opostos tanto em objetivo quanto como mecanismos. Reforço encoraja uma ação enquanto a punição suprime. De acordo com o departamento de psicologia da Universidade de Iowa, reforço funciona fazendo associar o comportamento desejável com prazer. Um exemplo de reforço negativo é a remoção de restrição de televisão de uma criança se ela limpa seu quarto. Isto está em contraste com o reforço positivo, em que um comportamento desejável é premiado com um estímulo agradável. Um exemplo é dar a um cão um biscoito pela realização de um truque, como ficar apoiado apenas em duas patas.

Punição é destinada a se livrar do comportamento. A punição positiva envolve apresentar ao sujeito algo indesejado sempre que ele executa o comportamento indesejável; por exemplo, distribuir multas de trânsito por excesso de velocidade. Punição negativa envolve tirar algo, como confiscar o telefone celular de um adolescente por ficar fora de casa além da hora combinada. Membros da comunidade psicológica questionam a eficácia da punição, alegando que ela só suprime mas não elimina comportamentos indesejáveis. Motoristas, por exemplo, não internalizam o princípio de “não dirigir em excesso de velocidade.” Eles aprendem a ficar atentos a polícia e conduzir lentamente somente quando eles sentem que estão sendo observados.


Fontes:


Quer ler o site sem anúncios + conteúdo exclusivo?
☆ Assine o Psicoativo Premium





Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.