10 Exemplos de Id, Ego e Superego agindo na vida diária

Id, ego e superego são nomes para as três partes da personalidade humana que são parte da teoria psicanalítica da personalidade de Sigmund Freud. De acordo com Freud, estas três partes se combinam para criar o complexo comportamento dos seres humanos.

Exemplos do Id: satisfação das necessidades básicas


O id é a parte mais básica da personalidade, e quer gratificação instantânea para os nossos desejos e necessidades.

  • Bruna estava com sede em um restaurante. Em vez de esperar o garçom para reabastecer seu copo de suco, ela estendeu a mão sobre a mesa e bebeu do copo de Marcos.
  • Um bebê com fome chorou até que ele foi alimentado.
  • Uma criança que queria outra porção de sobremesa reclamou incessantemente até que a ela foi dada uma outra porção.
  • Na Black Friday, os clientes ficaram tão obcecados para comprar produtos em promoção que empurraram os outros para fora de seu caminho e pisaram neles, sem pensar duas vezes antes de magoar as pessoas, se isso significava que eles poderiam obter o que queriam.

Exemplos do Ego: lidar com a realidade

O ego lida com a realidade, tentando satisfazer os desejos do id de uma forma que é socialmente aceitável no mundo. Isso pode significar adiar a gratificação. O ego reconhece que as outras pessoas têm necessidades e desejos também, e que ser egoísta nem sempre é bom para nós no longo prazo.

  • Bruna estava com sede. No entanto, ela sabia que o garçom iria voltar em breve para reabastecer seu copo de suco, então ela esperou até obter uma bebida pelas mãos do garçom, mesmo que ela realmente só quisesse beber do copo de Marcos.
  • Maria realmente queria usar o colar de sua mãe, mas sabia que sua mãe ficaria com raiva se ela pegasse sem pedir, então ela perguntou à mãe se poderia usá-lo.
  • A mãe de Kátia tinha dado a ela R$ 25 para comprar mantimentos para o jantar naquela noite. No supermercado, Katie viu os sapatos que ela realmente queria, e estava tentada a usar o dinheiro de sua mãe para fazer a compra. No entanto, se ela gastasse o dinheiro em sapatos, ela não teria o suficiente para comprar os mantimentos, por isso ela decidiu que era melhor não comprar os sapatos.

Exemplos do Superego: Botando moral

O superego se desenvolve mais tarde, e é baseado na moral e julgamentos sobre o certo e o errado. Mesmo que o superego e o ego possam chegar à mesma decisão sobre algo, a razão do superego para essa decisão é mais baseada em valores morais, enquanto a decisão do ego baseia-se mais no que os outros vão pensar ou em que as consequências de uma ação poderia acarretar.

  • No trabalho, Tomás teve muitas oportunidades de ser infiel à esposa. No entanto, ele sabia o dano que tal comportamento teria sobre sua família, por isso tomou a decisão de evitar as mulheres que haviam manifestado interesse nele.
  • O caixa só cobrou do casal por uma refeição, apesar de eles terem comido duas. Eles poderiam ter ido embora apenas pagando por uma, mas eles apontaram o erro do caixa e se ofereceram para pagar por ambas as refeições. Eles queriam ser honestos e sabiam que o dono do restaurante e os funcionários precisariam do dinheiro para ganhar a vida.
  • Na escola, duas crianças estavam tirando sarro de Joaquim porque ele usava óculos. João foi tentado a juntar-se para que ele pudesse se enturmar, mas quando ele pensou sobre o quão ruim Joaquim se sentiria, ele sabia que não podia fazer aquilo.

O id, ego e superego trabalham juntos na criação de um comportamento. O id cria as demandas, o ego acrescenta as necessidades da realidade e o superego acrescenta a moral à ação que é tomada.


Quer ler o site sem anúncios + conteúdo exclusivo?
☆ Assine o Psicoativo Premium





Um comentário em “10 Exemplos de Id, Ego e Superego agindo na vida diária

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.