Max Weber: Carisma e Desencantamento do mundo

Desencantamento do mundo

Desencantamento do mundo para Weber
Desencantamento do mundo para Weber

A humanidade saiu de um mundo fundamentado no sagrado e habitado pela magia e entrou em um mundo material onde a razão é quem dá as cartas. O mundo agora é manipulado pela Ciência. O mundo de deuses e mitologia deu lugar ao mundo governado pelo conhecimento científico, organizado racional e burocraticamente.


► Esse artigo pode ser melhor compreendido depois de ler:

Poder, disciplina e os 3 tipos de dominação legítima para Max Weber

 

Quais as consequências da racionalização do mundo pela Ciência?

Para Max Weber, ela não fornece o caminho para o verdadeiro deus ou para a felicidade.

► Temos hoje mais conhecimento sobre as próprias condições que os primitivos tinham?

Não. Weber exemplifica com o caso do passageiro de um bonde que não faz ideia de como ele se movimenta, enquanto o selvagem tem domínio muito maior e conhecimento sobre suas ferramentas.

A intelectualização e racionalização não indicam conhecimento maior das condições de vida. Significam sim, o poder conhecer, a capacidade de saber como o bonde anda a hora que quiser. Não há uma magia insondável por trás disso, apenas ciência.

Desencantamento do mundo é a perda da crença em mágica ou espiritualidade em assuntos onde a ciência (técnica e cálculos) faz o serviço. A intelectualização coloca o conhecimento acima da crença e da fé.

Carisma pode romper dominação legítima

Não existe uma linearidade na história rumo à burocratização, pois “estruturas institucionais consolidadas podem desintegrar-se, e as formas rotineiras de vida mostrar-se insuficientes para dominar um estado de crescente tensões, pressão ou sofrimento”. O rompimento da dominação tradicional racional-legal pode ser causado por um líder carismático (político, herói, profeta, messias).

► O que é Carisma?

O carisma é qualidade de quem parece ter poderes sobrenaturais, virtudes excepcionais, habilidades raras, missão de um ser maior (Deus). Podemos até fazer uma referência ao efeito halo, onde basicamente uma impressão positiva sobre uma pessoa nos faz pensar que ela possui várias outras qualidades.

 

Carisma na religião para Weber

Muitos proletários e burgueses modernos tem aversão pelo religioso, mas as camadas mais baixas do proletariado – mais instáveis economicamente e sem tanto acesso às concepções racionais – e camadas de pequenos burgueses ameaçados de proletarização – são alvos fáceis da religião e da magia, e mais suscetíveis aos apelos emotivos, e não aos racionais da ética religiosa. Esse espaço de vulnerabilidade é perfeito para a liderança carismática religiosa ou política (você já deve ter imaginado alguns bons exemplos).

Rotinização do Carisma

O carisma é obrigatoriamente adaptado ao cotidiano. A rotinização ocorre talvez justamente pela irracionalidade dele. Então, após a “revolução”, acontece o retorno da dominação tradicional ou racional.

“Depois de ascenderem ao poder, os seguidores de um cruzado habitualmente degeneram facilmente numa camada comum de saqueadores”.

Referências
QUINTANEIRO, Tania. Um toque de clássicos. Marx/Durkheim/Weber. 2ª ed. Belo Horizonte: Ed. UFMG, 2009.


Quer ler o site sem anúncios + conteúdo exclusivo?
☆ Assine o Psicoativo Premium





5 comentários em “Max Weber: Carisma e Desencantamento do mundo

  • 08/12/2015 em 12:04
    Permalink

    Embora “…a humanidade saiu de um mundo fundamentado no sagrado e habitado pela magia e entrou em um mundo material onde a razão é quem dá as cartas”, os motivos pelos quais os homens agem, tem um aspecto ainda mais “emotivo” do que racional, como consequência de outros fatores, que juntos são capazes de influenciar mais que a razão gerada pelo conhecimento. Como diz um velho ditado ..”o coração tem razões que a própria razão desconhecer”.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.