Magnésio contra Depressão: barato e seguro

O suplemento de magnésio para depressão começa a fazer efeito depois de apenas duas semanas, descobriram os pesquisadores.

Cloreto de magnésio é uma maneira segura e eficaz para tratar a depressão ligeira a moderada, sugere um novo estudo. O mineral magnésio já tem sido associado a reduzir a inflamação e melhoras na depressão. Agora, um novo ensaio controlado randomizado testou os efeitos de suplementos de cloreto de magnésio em comparação com nenhum tratamento.

Para a pesquisa, à metade de 126 pessoas com depressão ligeira a moderada foram dados 248 mg de cloreto de magnésio por dia durante seis semanas. Depois de apenas duas semanas, alguns efeitos positivos do suplemento puderam ser vistos.

Aqueles tomando magnésio tiveram melhorias clinicamente significativas depois das seis semanas. As pessoas não tiveram nenhum problema tomando magnésio e não houve diferenças baseadas no sexo, idade, se as pessoas também estavam tomando antidepressivos ou outros fatores. Mais de metade das pessoas no estudo disseram que iriam continuar a tomar magnésio para ajudá-las com sua depressão.

Emily Tarleton, a primeira autora do estudo, disse:

“Este é o primeiro ensaio clínico randomizado olhando para o efeito da suplementação de magnésio sobre os sintomas de depressão em adultos norte-americanos.

Os resultados são muito encorajadores, dada a grande necessidade de mais opções de tratamento para a depressão, e nossa conclusão é que a suplementação de magnésio fornece uma abordagem segura, rápida e barata para controlar os sintomas depressivos “.

Tarleton diz que o próximo passo é passar para populações maiores para ver se os resultados podem ser replicados.

Enquanto muitos mais estudos investigaram medicamentos antidepressivos, há também muita evidência de seus efeitos colaterais.

A  pesquisa  de pessoas que tomam antidepressivos tem encontrado níveis maiores do que os esperados de dormência emocional, problemas sexuais e até mesmo pensamentos suicidas associados com a medicação.

Dos 20 efeitos adversos dos antidepressivos que as pessoas foram questionadas sobre:

  • 62% disseram que tinham ‘dificuldades sexuais’,
  • 52% disseram que ‘não se sentiam como elas mesmas’,
  • 42% notaram uma ‘redução em sentimentos positivos’,
  • e 55% relataram efeitos de abstinência ”.

O estudo foi publicado na revista PLoS ONE ( Tarleton et al., 2017 ).

Via Psyblog.



DEIXA O LIKE AÍ COMO REFORÇO POSITIVO PRA GENTE :D CURTE E COMPARTILHA E VAMOS LEVAR A PSICOLOGIA AOS CONFINS DO UNIVERSO! \o/\o/\o/\o/\o/


🔴 COMENTA AÍ

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.