Pacientes com Depressão são menos responsivos à Quimioterapia

Resumo: Uma proteína que estimula o cérebro desempenha um papel importante em quão bem as pessoas respondem à quimioterapia, relatam os pesquisadores, sugerindo que a depressão pode ter um impacto na resposta de um paciente à quimioterapia.

Um estudo descobriu que os pacientes com câncer que sofrem de depressão têm quantidades diminuídas de fator neurotrófico derivado do cérebro (BDNF) em seu sangue. Níveis baixos tornam as pessoas menos responsivas aos medicamentos contra o câncer e menos tolerantes aos seus efeitos colaterais.

Os investigadores recrutaram 186 pacientes recentemente diagnosticados que receberam quimioterapia.

Os resultados mostraram que aqueles cujo câncer se espalhou para outros órgãos foram os mais deprimidos e isso diminuiu severamente a sua tolerância à quimioterapia. O impacto da depressão severa foi ainda maior. Reduziu o tempo que os pacientes viveram com a doença sem que ela piorasse.

Os pesquisadores descobriram que o BDNF claramente aumentou o número de células tumorais mortas por quimioterapia. Os pacientes com depressão severa tinham níveis mais baixos da proteína no sangue, assim seus corpos não eram tão eficazes na luta contra o câncer. Isso reduziu sua chance de sobreviver à doença.

“Nosso objetivo agora é prescrever medicamentos como a fluoxetina para pacientes deprimidos e estudar sua sensibilidade à quimioterapia”, disse o principal autor Yufeng Wu.


Fonte: European Society for Medical Oncology.

Referências:

European Society for Medical Oncology. (2016, December 20). Depressed patients are less responsive to chemotherapy. ScienceDaily. Retrieved December 27, 2016 from www.sciencedaily.com/releases/2016/12/161220095125.htm



DEIXA O LIKE AÍ COMO REFORÇO POSITIVO PRA GENTE :D CURTE E COMPARTILHA E VAMOS LEVAR A PSICOLOGIA AOS CONFINS DO UNIVERSO! \o/\o/\o/\o/\o/


🔴 COMENTA AÍ

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.