Redes Sociais não prejudicam concentração a longo prazo, diz nova pesquisa

O uso de mídia social online não leva a problemas de longo prazo com a nossa capacidade de concentração, de acordo com uma nova pesquisa.

mulher_assustada_redes_sociais

Somos animais sociais, por isso não é realmente nenhuma surpresa que bilhões de nós agora usamos ferramentas online para comunicação, educação e informação. O advento dos meios de comunicação social e redes sociais tem sido, no entanto fenomenalmente rápido.

“Estas redes se tornaram uma marca da nossa vida quotidiana e parte da cultura pop, revolucionando a forma como as pessoas se comunicam e a maneira como as organizações agem, diz Deborah Carstens. “Com a abundância de dispositivos tecnológicos, um número crescente de usuários de todas as idades contam com a tecnologia e meios de comunicação especificamente sociais.”

Há, no entanto, preocupação com o impacto que redes sociais tem na nossa psique e na nossa capacidade de concentração, por exemplo. Agora, a pesquisa demonstra que, apesar da natureza frequentemente arisca e transitória das interações sociais online, não há diferença vista no tempo de atenção ou sociabilidade “offline” de usuários ocasionais e utilizadores frequentes de mídia social online.

Estas ferramentas modernas de comunicação, ao que parece, não interferem com nossos instintos primitivos, tais como atitudes de longo prazo, a valorização do tempo e da concentração, da mesma forma que muitos críticos têm sugerido nos últimos anos.

“A mídia social não é um modismo, uma vez que continua a desempenhar um papel crescente na vida dos indivíduos.” Entender como utilizar esta epidemia de mídia social para melhorar a aprendizagem, relacionamentos e conhecimento é essencial já que os indivíduos estão gastando uma quantidade crescente de tempo com essas redes”, concluem os pesquisadores.


Referências:

Doss, S., Carstens, D., & Kies, S. (2016). Episodic social media impact on users International Journal of Social Media and Interactive Learning Environments, 4 (3) DOI:10.1504/IJSMILE.2016.079505

Via Lunatic Laboratories





Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.