Mulheres jovens em maior risco de depressão e automutilação

Apenas 3% estão recebendo terapia psicológica, de 17.000 avaliadas pela pesquisa.

mulher_depressao_sorriso_choro

As mulheres jovens estão em maior risco de problemas comuns de saúde mental. Uma em cada quatro (25%) mulheres jovens têm se auto-prejudicado, geralmente por cortes feitos em si mesma, de acordo com a pesquisa do Reino Unido, em comparação com 10% dos homens jovens.

1/5 das mulheres jovens tinham experimentado problemas comuns com transtornos mentais.

Mulheres de todas as idades eram muito mais propensas a relatar problemas graves de saúde mental do que os homens. Cerca de 1/8 dos homens relataram um distúrbio comum de saúde mental.

Uma comparação com pesquisas anteriores sugere que a saúde mental das mulheres jovens está piorando, enquanto a dos homens jovens de pode estar melhorando.

10% tomam medicação

No geral, a pesquisa constatou que 1 em cada 6 adultos na Inglaterra preencheram os critérios para um transtorno mental comum, como ansiedade e depressão. A forma mais comum de tratamento utilizado foi a medicação, tomada por 10% dos entrevistados. Apenas 3% receberam terapia psicológica.

Apenas 1/3 das pessoas, no entanto, recebeu algum tratamento para sua condição – embora os níveis de tratamento tenham aumentado em 1/4 em relação a quase uma década atrás.

Stephen Buckley, da Mind, disse:

“Os jovens estão chegando em idade de trabalhar em tempos de incerteza econômica, eles estão mais propensos a ter problemas associados com a dívida, o desemprego e a pobreza, e eles são contra as crescentes pressões sociais e ambientais, que afetam o bem-estar.”

Buckley culpou o aumento nas mídias sociais:

“Desde o último dado lançado em 2009, temos visto um aumento no uso dos meios de comunicação social.

Enquanto a mídia social pode promover a boa saúde mental e pode ajudar as pessoas a se sentirem menos isoladas, ela também vem com alguns riscos. Sua natureza instantânea e anônima significa que é fácil para as pessoas fazer comentários precipitados que podem afetar negativamente a saúde mental das outras pessoas.

É importante evitar sites que são suscetíveis de desencadear sentimentos e / ou comportamentos negativos, e fazer uma pausa de mídias sociais se você está se sentindo vulnerável. ”


O estudo foi realizado pelo NHS Digital ( NHS, 2016 ).

Via Psyblog





Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.