Por que antidepressivos não funcionam para 50% das pessoas?

Os antidepressivos podem dar ao cérebro uma chance para se recuperar da depressão, mas eles sozinhos não fazem milagres.

Depressão Maior

É bem conhecido que os antidepressivos comuns afetam até 50% das pessoas.

♦ Leia também: De 14 antidepressivos testados em crianças e adolescentes, apenas 1 foi melhor que placebo

Silvia Poggini, autora de um novo estudo sobre o assunto, disse:

“Não há dúvida de que os antidepressivos funcionam para muitas pessoas, mas para entre 30 e 50% das pessoas deprimidas, os antidepressivos não funcionam. Ninguém sabe por que. Este trabalho pode explicar parte da razão.”

A nova pesquisa sugere que é, pelo menos parcialmente por causa do ambiente das pessoas que os antidepressivos não funcionam. Os antidepressivos podem dar ao cérebro uma chance para se recuperar da depressão, mas é necessário mais. O restante pode ser conseguido ao ser exposto a níveis relativamente baixos de estresse.

Poggini explicou:

“De certa forma, parece que os SSRIs abrem o cérebro para ser movido de um estado fixo de infelicidade para uma condição em que outras circunstâncias podem determinar se haverá ou não recuperação”

Os pesquisadores testaram sua teoria em um grupo de ratos estressados. Alguns ratos mais tarde mudaram-se para um ambiente mais confortável, enquanto outros foram mantidos sob estresse. Os resultados mostraram que os ratinhos não sujeitos a tensão mostraram poucos sinais de depressão depois de terem sido tratados com antidepressivos. Os ratinhos estressados continuaram a mostrar os sinais biológicos da inflamação corporal, bem como os níveis mais elevados de depressão.

Poggini disse:

“Este trabalho indica que simplesmente tomar um SSRI provavelmente não é suficiente. Para usar uma analogia, os SSRIs podem colocá-lo no barco, mas um mar calmo ou tempestuoso pode determinar se você vai aproveitar a viagem.

Para um SSRI funcionar bem, você pode precisar de estar em um ambiente favorável. Isso pode significar que temos de considerar como podemos adaptar nossas circunstâncias, e que o tratamento com antidepressivos não seria uma solução completa, mas apenas uma ferramenta a ser usada contra a depressão. ”

O estudo foi publicado na revista Brain, Behavior, and Immunity  (Alboni et al., 2016 ).


Via PsyBlog





Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.