Cafeína e Transtorno Bipolar

droga psicoativa cafeinaTranstorno Bipolar é um transtorno mental, também conhecido como “transtorno depressivo-maníaco”. Ele aflige homens, mulheres e crianças. O indivíduo infligido normalmente experimenta picos (estados maníacos) e baixas (depressão) no humor, energia, sono e pensamento. Eles podem se sentir enérgicos, otimistas e impulsivos um dia e desinteressados, retirados, sem esperança, e até mesmo com tendências suicidas no próximo. Tipos de Transtorno Bipolar variam de leve a grave, bem como a frequência de episódios de acordo com sexo e idade.

Estados maníacos tendem a encorajar uma pessoa a se envolver em comportamento de risco ou insalubre, como gastos excessivos, atividades perigosas ou inseguras sem levar em conta equipamento ou formação adequada, ou o uso de drogas. Eles fazem planos grandiosos e são inquietos e impulsivos. Seu humor, no entanto, pode de repente mudar de felicidade e alegria à irritação, raiva e hostilidade.

Por outro lado, esses episódios de depressão podem ter crises de choro incontrolável ou dificuldade de concentração e tomada de decisões. Dependendo do grau da doença, eles podem ganhar ou perder peso, longos períodos de sono e vigília, e geralmente enclausurar-se longe das pessoas, familiares e amigos. Episódios extremos podem colocar a pessoa em “baixa” na tentativa de infligir dano físico em si ou em outrem, e eles podem culpar a sua dor mental e emocional.

Atenuando Transtorno Bipolar, evitando estimulantes com cafeína

Drogas, álcool, dietas pouco saudáveis e estimulantes, como a cafeína, podem desencadear sintomas e balanços de humor. Estimulantes energizam e podem provocar diretamente humores e comportamentos mais agressivos em todos, e não apenas em indivíduos com transtorno bipolar.

A cafeína é um estimulante encontrado em bebidas como café, refrigerantes, chás e energéticos.  Alguns medicamentos contra alergia contêm pseudoefedrina que produz efeitos semelhantes à cafeína. Estes também devem ser evitados.

Embora alguns dos afetados com transtorno bipolar dizem que cafeína não tem efeito sobre seu humor e sobre a doença, pode ser difícil identificar a influência da cafeína no comportamento, quando a maioria experimenta períodos de mania com níveis de energia elevados e felicidade compensados com inquietação, irritabilidade, incapacidade de concentração e sono interrompido ou privação do sono.

Sono interrompido e privação de sono aumentam a tendência do indivíduo bipolar em direção a agressão. Eles também apresentam uma baixa tolerância para mudanças bruscas, coisas que eles consideram estar fora de sua “norma”, ou eventos agitados.

Recomenda-se a quem tem transtorno bipolar evitar a cafeína. No mínimo, a sugestão é evitar a cafeína antes de deitar. A cafeína pode prejudicar o valioso sono REM . Indivíduos com sintomas bipolares graves também podem experimentar alucinações ou delírios em ciclos de sono interrompidos, bem como quando eles estão acordados. Isso pode causar pesadelos e sonambulismo. Objetividade pode tornar-se nublada e mudanças bipolares de humor que afetam adversamente o comportamento são agravados.


Via Psychology Dictionary



DEIXA O LIKE AÍ COMO REFORÇO POSITIVO PRA GENTE :D CURTE E COMPARTILHA E VAMOS LEVAR A PSICOLOGIA AOS CONFINS DO UNIVERSO! \o/\o/\o/\o/\o/


🔴 COMENTA AÍ

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.