Primeiros genes da felicidade foram descobertos :D

Estudo encontra “genes da felicidade” e também pode oferecer informações importantes sobre a depressão.

gene da felicidade

Um estudo maciço incluindo centenas de milhares de pessoas descobriu as variantes genéticas que (parcialmente) determinam a nossa felicidade.

Dr Alexis Frazier-Wood, um dos autores do estudo, disse:

“Nós informamos que encontramos três variantes genéticas associadas com o bem-estar subjetivo – o quão feliz uma pessoa pensa ou se sente sobre a sua vida. Encontramos também dois genes abrigando variantes associadas a sintomas depressivos e 11 genes onde a variação foi associada com neuroticismo.”

O estudo envolveu a análise de dados de muitos outros estudos. A meta-análise agrupou de dados de 298.000 pessoas. É claro que os genes em si não controlam totalmente o quão felizes nós nos sentimos.

Dr. Daniel Benjamin, um dos autores do estudo, explicou:

“A genética é apenas um fator que influencia essas características psicológicas [que incluem a felicidade]. O ambiente é pelo menos tão importante, e que interage com os efeitos genéticos. “

Professor Meike Bartels, outro dos autores do estudo, disse:

“Este estudo é tanto um marco e um novo começo: Um marco porque estamos agora com a certeza de que há um aspecto genético para a felicidade, e um novo começo porque as três variantes que sabemos são envolvidas por apenas uma pequena fração das diferenças entre seres humanos. Esperamos que muitas variantes desempenhem determinado papel. Localizar essas variantes também nos permitirá estudar melhor a interação entre natureza e criação, e como o ambiente é certamente responsável – até certo ponto – pelas diferenças no modo como as pessoas experimentam a felicidade “

Professor Bartels continuou:

“A sobreposição genética com sintomas depressivos que nós encontramos é também um grande avanço. Isso mostra que a investigação sobre a felicidade também pode oferecer novos insights sobre as causas de um dos maiores desafios médicos do nosso tempo: Depressão”


O estudo foi publicado na revista Nature Genetics  ( Okbay et al., 2016 ).

Via Psyblog


DEIXA O LIKE AÍ COMO REFORÇO POSITIVO PRA GENTE :D CURTE E COMPARTILHA E VAMOS LEVAR A PSICOLOGIA AOS CONFINS DO UNIVERSO! \o/\o/\o/\o/\o/


🔴 COMENTA AÍ

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.