Biografia de BF Skinner resumida

BF Skinner – Biografia resumida de um dos maiores cientistas da área da Psicologia

1904-1990

BF Skinner
BF Skinner e seu pombo

Burrhus Frederic Skinner nasceu em uma pequena cidade da Pensilvânia. Seu pai era um advogado e sua mãe uma dona de casa. Sua vida familiar foi descrita como trabalho duro à moda antiga.

Skinner recebeu seu diploma de Bacharel em Inglês, na esperança de se tornar um escritor. Ele escreveu para o jornal da escola, mas viu-se como um outsider, sendo ateu em uma escola religiosa, e muitas vezes criticando a escola e suas crenças. Após a formatura, ele continuou com suas esperanças de ser um escritor e trabalhou para um jornal, eventualmente, movendo-se para Greenwich Village, em Nova York.

Mais tarde, ele retornou à sua vida como um estudante e completou seu mestrado em 1931 pela Universidade de Harvard, e seu doutorado um ano mais tarde, no campo da psicologia. Casou-se nesse mesmo ano e teve dois filhos, um dos quais se tornou famoso, ou talvez infame, como o bebê que cresceu em um ambiente artificial conhecido como “berço do ar”.

Em 1945, ele se tornou o presidente do departamento de psicologia da Universidade de Indiana e passou a ensinar em Harvard, três anos depois, onde passou o resto de sua carreira. Embora ele nunca tenha se tornado o escritor que tinha sonhado, ele escreveu vários livros e centenas de artigos sobre teoria do comportamento, reforço e Teoria da Aprendizagem. Hoje ele é conhecido como um dos psicólogos mais publicados.

Sua maior crítica do pensamento psicológico foi contra o crescente seguimento de Sigmund Freud. Skinner acreditava que examinar os motivos inconscientes ou escondidos de seres humanos era uma perda de tempo, pois a única coisa que vale investigar é o comportamento. Foi essa crença central que o levou a rejeitar a maioria das teorias proeminentes no campo da psicologia.

Conceitos como auto-realização e esforço para alcançar o seu potencial, como a crença mantida por humanistas, foram rejeitados devido à incapacidade para pesquisar uma ideia tão abstrata. A ideia de impulsos interiores como Id, Ego e Superego de Freud eram vista como absurda. E os mecanismos de defesa, arquétipos e unidades meramente seriam nomes teóricos para ideias mal compreendidas e provavelmente inexistentes.

Em vez disso, Skinner focava em comportamentos observáveis ​​e passou a maior parte de sua carreira profissional refinando suas teorias de reforço. Ele acreditava que a personalidade se desenvolve, que o nosso comportamento responde apenas por causa de eventos externos. Em outras palavras, somos o que somos porque nós fomos recompensados ​​por sermos assim. É essa crença que desconta emoções, pensamentos e até mesmo a liberdade humana de escolha.

Skinner recebe a maior parte das críticas devido à sua crença de que através de recompensas e punições, poderíamos projetar a Utopia perfeita. Seus livros mais famosos e controversos, Walden IIPara Além da Liberdade e da Dignidade, descrevem sua teoria do determinismo comportamental apesar dos protestos e críticas de líderes religiosos e outros. Em 1990, Skinner morreu de leucemia, mas é conhecida mundialmente, assim como Sigmund Freud, como um pai da moderna psicologia.





DEIXA O LIKE AÍ COMO REFORÇO POSITIVO PRA GENTE :D CURTE E COMPARTILHA E VAMOS LEVAR A PSICOLOGIA AOS CONFINS DO UNIVERSO! \o/\o/\o/\o/\o/


🔴 COMENTA AÍ

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.