Filofobia (Medo do amor): Sintomas, causas, tratamentos

Filofobia – significado

O medo do amor (ou de se apaixonar) ou fobia do amor é conhecida como filofobia. A palavra se origina do grego “filos”, que significa “amar ou amado ‘. Os indivíduos que sofrem desta fobia tem medo do amor romântico ou de formar laços emocionais, de qualquer tipo. No que diz respeito a lista de fobias incomuns filofobia certamente está nas primeiras fileiras. Muitas vezes, essa fobia é conhecida por ter raízes culturais ou religiosas, onde a pessoa pode ter sido comprometida com um casamento arranjado e, portanto, teme se apaixonar.

Filofobia é mais comum em mulheres do que em homens. A condição pode afetar muito a vida de tal forma que se torna difícil formar relacionamentos saudáveis. Essas pessoas tendem a viver suas vidas em solidão, mesmo que também tenham medo da solidão.

Acredita-se que a rainha Elizabeth da Inglaterra poderia ter filofobia. Ela amou e permitiu que vários pretendentes a cortejassem, mas as coisas nunca resultaram em casamento ou compromisso. Os historiadores acreditam agora que sua condição pode ter surgido devido ao fato de que ela tinha visto sua mãe Anne Boleyn, bem como o seu primo, executados por amor. O fato de que seu próprio pai foi o responsável pela execução pode tê-la feito acreditar que todos os relacionamentos românticos tem um final trágico.

Filofobia pode ser confundida com Gamofobia – o medo de compromisso e casamento.

Filofobia (Medo do amor

Causas do medo do amor (fobia)

Filofobia é um medo irracional de se apaixonar injustificado. Às vezes, o doente não se apaixona, mas provoca uma intensa turbulência emocional em sua mente. Existem muitas teorias do porque isso pode acontecer:

  • Alguns terapeutas acreditam que uma experiência intensamente negativa no passado pode ter provocado a reação e causado a fobia de amor. Divórcio dos pais, observá-los lutar ou se separar ou testemunhar violência doméstica na sua infância pode causar filofobia.
  • Como afirmado anteriormente, muitas culturas e religiões proíbem amor romântico ou colocam relações entre homens e as mulheres como ilícitas sob certas circunstâncias. Isso pode causar intenso pânico na mente da pessoa que possui filofobia desde que ela acredita firmemente que vai incorrer na ira dos anciãos / sociedade ou Deus, se tem sentimentos ou pensamentos sobre o amor.
  • Medo de compromisso devido a alguns relacionamentos fracassados, pensamentos negativos constantes, transtornos de ansiedade e de pânico são também ligados a filofobia. As pessoas excessivamente ansiosas podem ser mais propensas a desenvolver o medo de amor de forma excessiva.

A natureza, extensão e causas da filofobia variam de caso para caso e às vezes é um verdadeiro mistério a respeito de porque isso pode ter ocorrido em primeiro lugar.

Os sintomas da filofobia

Filofobia – sintomas variam de indivíduo para indivíduo:

  • Algumas pessoas têm tanto medo do amor que elas não podem se abrir para ninguém. Elas têm relacionamentos e compromissos, mas não podem manter qualquer um deles.
  • Seu bem-estar depende muitas vezes das respostas que recebem da pessoa que ama. Isto pode mantê-lo tenso e ansioso o tempo todo. Ele podem ser extremamente possessivo ou, pelo contrário, podem afastar seus entes queridos com o seu desprendimento – um comportamento de evitação comum na filofobia que de certa forma pode evitar os danos causados por relações.
  • A pessoa também experimenta ansiedade severa devido às pressões de compromisso: inquietação, respiração superficial, aumento da freqüência cardíaca, náuseas, e dores no peito são alguns sintomas físicos que podem ser atribuídas a filofobia.
  • Pânico e ataques de ansiedade também são comuns. O doente muitas vezes se sente tonto, ou quer fugir, chorar, treme ou sua em bicas, ou mesmo se sente como se fosse desmaiar.

Medo do amor / filofobia pode, claramente, ser bastante debilitante para quem sofre com esse mal.

Curar filofobia / como perder medo do amor

Há muitas maneiras de superar o medo de se apaixonar e curar a filofobia. Terapia da conversa, psicoterapia, hipnose, etc, são alguns métodos eficazes que têm mostrado resultados comprovados.

Existem também vários fóruns e grupos de pessoas com o mesmo problema que podem incentivar um indivíduo a se abrir sobre seus temores sobre o amor e compromisso. Para vencer o medo do amor é importante falar e ouvir sobre ele, tentar racionalizar e entender.

É importante gerir os ataques de ansiedade vividos devido à filofobia. Drogas e medicamentos podem ser prescritos. No entanto, estes não são uma solução permanente. É preciso contar com outras terapias que oferecem cura a longo prazo. A terapia comportamental, meditação, etc são alguns meios de curar a filofobia e deixar de ter medo de amar.

 

comprar livro freud analises de fobias menino hanslivro ansiedade fobias sindrome do panico comprar  medos fobias panico livro comprarcomprar livro tratando fobia panico depressao

 

 

 
 
 
 
 
 
 


DEIXA O LIKE AÍ COMO REFORÇO POSITIVO PRA GENTE :D

CURTE E COMPARTILHA E VAMOS LEVAR A PSICOLOGIA AOS CONFINS DO UNIVERSO! \o/\o/\o/\o/\o/






SEJA PSICOATIVO TAMBÉM E COMENTA AÍ

Um comentário em “Filofobia (Medo do amor): Sintomas, causas, tratamentos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.