Ornitofobia (Medo de aves): Causas, sintomas, tratamentos

Ornitofobia: Medo de aves

A fobia é um medo irracional sobre determinados objetos, características ou animais que é fora de proporção com as circunstâncias existentes. Assim, ornitofobia – o medo de aves faz com que as pessoas que sofrem fiquem extremamente desconfortáveis em relação à aves. Para algumas pessoas, esse receio só é dirigido para as aves de rapina, como abutres, gaviões e águias, enquanto que em outros casos, até mesmo pássaros domésticos, como papagaios ou periquitos, bem como a visão de suas penas, são suficientes para provocar um ataque de ansiedade.

Ornitofobia - medo de aves

Causas da ornitofobia

Pode haver diferentes causas ou razões por trás do medo excessivo das aves:

  • As crianças pequenas podem desenvolver ornitofobia se elas se sentiram ameaçadas por aves agressivas, como abutres, gaviões ou gansos.
  • Em alguns casos, as aves podem nem ter mostrado qualquer tipo de violência, mas sua mera presença em eventos traumáticos, tais como funerais ou acidentes pode ser suficiente para desencadear uma fobia em uma criança jovem.
  • Pássaros que voam no interior das casas através de uma janela aberta e causam tumulto podem ter deixado os pais nervosos, e isso pode ter desencadeado um ataque de ansiedade na criança.
  • Ornitofobia também pode ser instigada pelo folclore ou filmes. O filme de Alfred Hitchcock Os Pássaros, por exemplo,  retrata aves como máquinas de matar.
  • Imagens de aves carnívoras que atacam pequenas presas como coelhos, vistas em programas de TV, às vezes podem desenvolver um medo de pássaros em mentes jovens.

A maioria dos casos de ornitofobia na infância  desaparece por conta própria, enquanto outros podem persistir mesmo na idade adulta.

Os sintomas de ornitofobia

Os sintomas desta fobia variam de acordo com a gravidade da condição. Tal como acontece com qualquer outro tipo de fobia, os sintomas da ornitofobia podem ser categorizados amplamente como mentais, físicos ou emocionais.

  1. Algumas pessoas se recusam a comer em lugares onde as aves podem estar presentes pelo medo de ter sua comida roubada pelos pássaros.
  2. Ornitofóbicos têm medo de pássaros preservados por taxidermistas e presente em museus. Outros ainda têm medo de todas as imagens, fotos ou até mesmo das penas das aves.
  3. Os sintomas físicos desta fobia geralmente incluem suar frio, tremores ou agitação, gritos ou choro, com um aumento da freqüência cardíaca, paralisia ou tentativa de fuga perante a visão de pássaros.

Alguns indivíduos experimentam tais ataques de ansiedade dias antes de um confronto real com os pássaros. Como muitos outros tipos de fobias, o medo de aves pode ser altamente debilitante, atrapalhando a rotina, casualmente fazendo com que a pessoa não queira mais sair de casa.

Tratamento para perder medo de pássaros

Superar ornitofobia é essencial, especialmente se ela causar ansiedade e depressão constantes. A fobia severamente incapacitante precisa de tratamento profissional. Nos casos mais leves, pode-se desenvolver e ficar com algumas rotinas de auto-ajuda, como reafirmações positivas e visualizações, meditação ou respiração profunda controlada, e assim por diante.

Para as pessoas com ansiedade grave, os médicos podem prescrever calmantes e outros medicamentos para reduzir a gravidade dos sintomas. No entanto, é preciso ter cuidado ao usá-los. Suspender o uso de tais medicamentos pode causar sintomas de abstinência e eles não ajudam muito no próprio medo, mas sim tem a função de proporcionar alívio sintomático.

Como a maioria das fobias são definidas como “um reflexo condicional ou aprendizagem que deu errado”, psicoterapeutas também recomendam a terapia de comportamento para ajudar a desaprender esses reflexos. A terapia comportamental é eficaz em 9 em cada 10 casos de ornitofobia.

Dessensibilização gradual é outro método eficaz para tratar o medo de aves ou medo de penas. Dez a trinta sessões (dependendo de casos individuais) podem ser utilizadas para expor a pessoa a seu / seus objetos de medos. Ao paciente são mostrados slides ou imagens de aves ou das suas penas, ensinando-o a imaginar a aproximação de aves até que ele aprende gradualmente a viver sem o sofrimento.

 

Se você é uma pessoa, ou conhece alguém que está sofrendo tanto com ornitofobia que tem causando grande tensão ou ansiedade o tempo todo, é interessante usar alguma (s) das psicoterapias acima mencionadas para tratar e curar o medo de aves.

 

 

 


DEIXA O LIKE AÍ COMO REFORÇO POSITIVO PRA GENTE :D

CURTE E COMPARTILHA E VAMOS LEVAR A PSICOLOGIA AOS CONFINS DO UNIVERSO! \o/\o/\o/\o/\o/






SEJA PSICOATIVO TAMBÉM E COMENTA AÍ

3 comentários em “Ornitofobia (Medo de aves): Causas, sintomas, tratamentos

  • Pingback: Motefobia (Medo de borboletas): Causas, sintomas, tratamentos ⋆ Psicoativo

  • 21/11/2016 em 18:29
    Permalink

    Tenho isso desde q nasci, minha mãe diz ter sido atacada por alguns quero-quero quando estava grávida e daí passou pra mim, não sei se isso tem como. Só sei q desde pequena tenho um medo terrível não gosto nem de ver imagens relacionados a esses animais.

    Resposta
  • 19/12/2016 em 00:14
    Permalink

    Eu entro em desespero ao ver aves e se elas mesmo presa estiver perto de mim eu choro é tento fugir desesperadamente muitas pessoas acham frescura mas não é quando criança fui bicada por uma galinha e aos 9 um urubu correu atrás de mim e cortei o joelho na queda ta ai a razão do meu trauma pode ser um passarinho tenho pavor

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.