Gênero e identidade: Reflexões sobre o contexto escolar

Por: PEDRO BATALHIONE


O espaço escolar é um ambiente extremamente importante na construção da identidade de gênero, pois, é na escola que a criança vive diversas experiências e representações sobre gênero, além das que ela traz de casa consigo. A pesquisa sobre a influência do contexto escolar no gênero e identidade, observa as intereções que a criança vive, a expressão de seus sentimentos e como a criança percebe as representações das relações de gênero que implicam em seu processo de desenvolvimento. Na escola, sempre ocorre diversas situações que se relacionam diretamente com a representação do gênero masculino e feminino, principalmente, através de discursos produzidos e reproduzidos acerca dessas relações de gênero, sendo visto pelas crianças como uma referência para a construção da imagem do que é ser homem e do que é ser mulher. Os exemplos mais comuns de discursos acerca das relações de gênero são : “Menina não se comporta assim” ,           “Todo menino deveria gostar de futebol”, “ELA quer jogar bola”, “Rosa não é cor de menino”.

Gênero

Dessa forma, as definições do gênero masculino e feminino podem ser vistas como um “miolo” da construção social e de seu caráter histórico, alicerçada nos papéis estabelecidos para homens e mulheres. Por meio das interações sociais, as representações e as práticas da experiência, cada sujeito vai construindo a sua identidade de gênero. O espaço escolar será o ambiente em que a criança irá ter o maior tempo de interação com outras crianças e a divisão entre o gênero masculino e feminino, seja através de brincadeiras ou maneiras de se comportar (as quais serão impostas, geralmente, pelo educador). É no contexto escolar que tal abordagem busca compreender de que maneira as representações e perspectivas sobre gênero vivenciadas pelas crianças podem influenciar na construção da identidade de meninos e meninas, levando em consideração o papel do educador como referência essencial nessa construção.

Assim, é necessário problematizar e refletir sobre as influências do contexto escolar, pois, é o ambiente em que ocorrerá a construção dos principais saberes da criança, incluindo, principalmente, a construção das identidades de gênero e suas diferenças. É importante ressaltar que as palavras e ações que são direcionadas para a criança, produz significados e constroem sua realidade. É possível afirmar que os padrões considerados ideais aparecerem através de discursos e instituição de regras desde a infância, influenciando a criança na sua forma de pensar sobre o mundo, ela mesma e as pessoas. Portanto, o meio em que se vive e, principalmente, o contexto escolar, são importantes no processo de identificação do gênero, pois, é na escola que serão disseminados os discursos de forma implícita ou explícita, sobre o comportamento esperado para meninas e para os meninos, impondo o que “se pode e o que não se pode”, estabelecendo os conceitos e regrras a respeito da figura feminina e masculina.

Referência Bibliográfica: 

Artigo de Aline Vinholes – UFSM. http://www.portalanpedsul.com.br/admin/uploads/2012/Educacao_e_Infancia/Trabalho/07_42_15_2216-6670-1-PB.pdf Acesso em : 01/12/2015 às 9-h


Quer ler o site sem anúncios + conteúdo exclusivo?
☆ Assine o Psicoativo Premium


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.