O Cérebro Adolescente e o Prazer dos “Likes” | #Neurociência

Rabin aponta para o trabalho de Sherman et ai. mostrando que um feedback positivo dado a um post de um adolescente em mídias sociais ( o famoso “like” / “curti” / “gostei”) estimula o mesmo centro de recompensa no cérebro ativado por pensamentos de sexo, dinheiro ou sorvete

instagram-likes

“Nós investigamos uma forma única em que a influência dos pares do adolescente ocorre em mídia social.

Desenvolvemos um novo paradigma de ressonância magnética funcional (fMRI) para simular Instagram – uma popular ferramenta social de compartilhamento de fotos – e medir respostas comportamentais e neurais dos adolescentes aos likes, uma forma quantificável de apoio social e fonte potencial de influência dos pares.

Os adolescentes foram submetidos a ressonância magnética funcional enquanto visualizavam fotos ostensivamente submetidas a Instagram. Eles eram mais propensos a gostar de fotos retratadas com muitos likes do que de fotos com alguns likes; este achado mostrou a influência do apoio entre pares virtuais em fotos ‘neutras’ e fotos de comportamentos de risco (por exemplo, beber, fumar).

Fotos com muitos (em comparação com poucos) likes foram associadas com uma maior atividade em regiões neurais envolvidas no processamento de recompensa, cognição social, imitação e atenção.

Além disso, quando os adolescentes viram fotos de comportamentos de risco (em oposição a fotos neutras), a ativação da rede de controle cognitivo diminuiu. Estes resultados destacam possíveis mecanismos subjacentes a influência dos pares durante a adolescência.”


Via MindBlog do Deric

 





Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.