A Teoria do Desenvolvimento Psicossocial de Erik Erikson

Erik Erikson foi um psicólogo que desenvolveu uma das teorias do desenvolvimento mais populares e influentes. Embora sua teoria tenha sido influenciada pelo trabalho do psicanalista Sigmund Freud, a teoria de Erikson centra no desenvolvimento psicossocial ao invés de desenvolvimento psicossexual.

Erik Erikson propôs uma teoria do desenvolvimento psicossocial que olhou para o desenvolvimento por toda a vida útil. Blend Images / Getty Images

Erik Erikson propôs uma teoria do desenvolvimento psicossocial que abarcou o desenvolvimento por toda a vida útil. Blend Images / Getty Images

Vamos dar uma olhada no plano de fundo e nas diferentes fases que compõem a teoria psicossocial de Erikson.

O que é desenvolvimento psicossocial?

Então, no que exatamente a teoria do desenvolvimento psicossocial de Erikson implica?

Muito parecido com Sigmund Freud, Erikson acredita que a personalidade se desenvolve em uma série de etapas. Ao contrário da teoria dos estágios psicossexuais de Freud, a teoria de Erikson descreve o impacto da experiência social ao longo de toda a vida. Erikson estava interessado em como a interação social e relações desempenham um papel no desenvolvimento e crescimento dos seres humanos.

Um dos principais elementos da teoria de estágios psicossociais de Erikson é o desenvolvimento da identidade do ego. Identidade do ego é o sentido consciente de si que nós desenvolvemos através da interação social. De acordo com Erikson, a nossa identidade do ego está em constante mutação devido às novas experiências e informações que adquirimos em nossas interações diárias com os outros. À medida que enfrentamos cada novo estágio de desenvolvimento, estamos diante de um novo desafio que pode ajudar a desenvolver ou dificultar o desenvolvimento da identidade.

Quando os psicólogos falam sobre identidade, eles estão se referindo a todas as crenças, ideais e valores que ajudam, formam e guiam o comportamento de uma pessoa.

A formação da identidade é algo que se inicia na infância e torna-se particularmente importante durante a adolescência, mas Erikson acredita que é um processo que continua ao longo da vida. Nossa identidade pessoal dá a cada um de nós um sentido integrado e coeso de si que permanece e continua a crescer à medida que envelhecemos.

Nosso senso de identidade pessoal é moldado por nossas experiências e interações com os outros, e é essa identidade que ajuda a guiar nossas ações, crenças e comportamentos e nos ajuda a crescer e se desenvolver ao longo da vida.

Além da identidade do ego, Erikson também acreditava que um senso de competência motiva comportamentos e ações. Cada etapa na teoria de Erikson está preocupada com tornar-se competente em uma área da vida. Se a fase é bem desenvolvida, a pessoa vai sentir uma sensação de domínio, que é por vezes referida como a força do ego ou a qualidade ego. Se a fase é mal gerida, a pessoa vai sair com um sentimento de inadequação.

Em cada etapa, Erikson acreditava que as pessoas experimentam um conflito que serve como um ponto de viragem no desenvolvimento. Na visão de Erikson, estes conflitos estão centrados em desenvolver uma qualidade psicológica ou deixar de desenvolver essa qualidade. Durante estas fases, o potencial para o crescimento pessoal é alto, mas assim também é o potencial para o fracasso.

Se as pessoas lidam com sucesso com o conflito, elas emergem com forças psicológicas que irão atendê-las bem para o resto da sua vida. Se elas não conseguem lidar eficazmente com estes conflitos, elas não podem desenvolver as habilidades essenciais necessárias para um forte senso de identidade e de si.

Leia também:

As 8 Fases do Desenvolvimento Psicossocial de Erik Erikson


Os pontos fortes da teoria de desenvolvimento psicossocial de Erikson

Um dos pontos fortes da teoria psicossocial de Erikson é que ela fornece um quadro amplo do desenvolvimento ao longo de toda a vida. Ela também nos permite enfatizar a natureza social do ser humano e a influência importante que as relações sociais têm sobre o desenvolvimento.

Os investigadores encontraram provas que sustentam as ideias de Erikson sobre a identidade e ainda identificaram diferentes sub-fases da formação de identidade. Algumas pesquisas também sugerem que as pessoas que formam fortes identidades pessoais durante a adolescência são mais capazes de formar relacionamentos íntimos durante a idade adulta.

Limitações da Teoria Psicossocial

Que tipos de experiências são necessárias para concluir com êxito cada etapa? Como é que uma pessoa se desloca de um estágio para o próximo? Uma grande fraqueza da teoria psicossocial é que os mecanismos exatos de resolução de conflitos e como se desloca de um estágio para o próximo não são bem descritos ou desenvolvidos. A teoria deixa de detalhar exatamente que tipo de experiências são necessárias em cada fase, a fim de resolver com êxito os conflitos e passar para a próxima fase.


Referências:

Erikson, E.H. (1968). Identity: Youth and Crisis. New York: Norton.

Erikson, E.H. (1963). Childhood and Society. (2nd ed.). New York: Norton.

Carver, C.S. & Scheir, M.F. (2000). Perspectives on Personality. Needham Heights, MA: Allyn & Bacon.

Por Kendra Cherry


DEIXA O LIKE AÍ COMO REFORÇO POSITIVO PRA GENTE :D CURTE E COMPARTILHA E VAMOS LEVAR A PSICOLOGIA AOS CONFINS DO UNIVERSO! \o/\o/\o/\o/\o/


🔴 COMENTA AÍ

3 comentários em “A Teoria do Desenvolvimento Psicossocial de Erik Erikson

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.