Livre arbítrio é uma ilusão: Os truques do cérebro para pensarmos que estamos no controle

Esse estudo é para qualquer um que já tenha feito alguma coisa e, em seguida, perguntou imediatamente por que…

livre arbitrio ilusao

O livre arbítrio pode realmente ser uma ilusão criada depois que nosso inconsciente decidiu agir.

Embora possamos  nos sentir como estando no controle de nossas ações, esta é apenas uma fantasia que o nosso cérebro cria para não se sentir excluído. Pelo menos esta é uma possível conclusão de um estudo recém-publicado na revista Psychological Science.

Mr Adam Bear, o primeiro autor do estudo, disse:

“Nossas mentes podem reescrever a história. Nós achamos que as pessoas podem sentir como se completassem uma escolha, mesmo quando essa escolha pode ser mostrada influenciada por um evento que vem depois.”

  1. Para a pesquisa pessoas foram convidadas a olhar para 5 círculos vazios em uma tela de computador.
  2. Aleatoriamente, um desses círculos ficava vermelho.
  3. Foi pedido para prever rapidamente qual seria

As pessoas consistentemente relataram que foram mais precisas do que poderiam ser. Em outras palavras: por vezes, os seus cérebros estavam dizendo-lhes que tinham acertado, mesmo quando elas não tinham.

O estudo pode parecer uma prova escassa que o livre arbítrio é uma ilusão, mas este é apenas um estudo de muitos que pretendem demonstrar que nosso inconsciente faz muitas decisões antes de estarmos conscientes delas.

De acordo com este ponto de vista, o cérebro gera o sentimento de consciência de livre arbítrio uma fração de segundo depois. Uma teoria diz que a mente consciente é mais como um intérprete de mensagens enviadas a partir do inconsciente.

Dr. Ezequiel Morsella, um proponente desta teoria, explica :

“O intérprete apresenta a informação, mas não faz quaisquer argumentos ou age sobre o conhecimento que é compartilhado. Da mesma forma, as informações que percebemos em nossa consciência não são criadas por processos conscientes, nem são regidas por processos conscientes. A consciência é o intermediário, e não faz tanto trabalho quanto você pensa. “

Enquanto o livre arbítrio pode realmente ser uma ilusão, existem todos os tipos de razões para naturalmente resistir à essa noção. Por exemplo, as pessoas que não acreditam que têm livre arbítrio são menos propensas a ajudar os outros e podem até mesmo ser mais agressivas.

O livre arbítrio está intimamente ligado à responsabilidade – “Eu não fiz isso, meu dedo que decidiu puxar o gatilho!” – Há também todos os tipos de razões morais para a utilidade de acreditar no livre-arbítrio.

Mas quem disse que o funcionamento do cérebro tem que estar de acordo com a moralidade humana ou mesmo com nosso sentimento sobre-inflado de nós mesmos como seres conscientes criando nossas próprias vidas?


Leia um artigo que aborda essa questão de forma mais consistente:

Neurociência prova que não temos livre-arbítrio?


O estudo foi publicado na revista Psychological Science  ( Bear & Bloom, 2016 ).

Via Psyblog





Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.