Os 10 obstáculos epistemológicos de Bachelard – Resumo

Breve resumo sobre os obstáculos epistemológicos de Gaston Bachelard, expostos no livro A formação do espírito científico (1938)

obstáculos epistemológicos

O que são os obstáculos epistemológicos do Bachelard no livro A formação do espírito científico?

Como entender esse negócio?

Tentei aqui trazer um resumo dos obstáculos epistemológicos do livro A formação do espírito científico do Gaston Bachelard (1938). Como vocês verão, é um resumo bem resumido mesmo. Depois de reler eu percebi que ler só esse resumo pode parecer confuso. Isso é porque esse negócio é confuso. Mas calma, com o tempo vai ficando mais fácil. Eu sugiro realmente que você leia o livro A formação do espírito científico todo. Mutias vezes ele enrola bastante dando exemplos de experiências científicas meio malucas dos caras dos século passados, mas tem seu propósito.

Leia o resumo dos obstáculos epistemológicos antes para ter uma noção do que ele tá falando, e depois para reforçar o que leu. Com calma e persistência vai entrando mais fácil na cabeça 😉

___________________________________________________________________________

O que é obstáculo epistemológico?

Gaston Bachelard cunhou em sua obra A formação do espírito científico (1938) a ideia do obstáculo epistemológico, que deve ser visto como uma derivação limitante de um sistema de conceitos sobre o desenvolvimento do pensamento, o que impede um modo de pensamento pré-científico de conceber a abordagem científica. Em palavras mais simples, a ideia de obstáculo epistemológico, identifica e expressa elementos psicológicos que dificultam a aprendizagem de novos conceitos para a ciência, e está presente em  pessoas sujeitas a enfrentar novas realidades, uma vez que não têm referências diretas por experiências anteriores sobre o que estamos tentando descobrir.

Em outras palavras, poderíamos dizer que o obstáculo epistemológico é um conjunto de dificuldades psicológicas que não permitem acesso correto ao conhecimento objetivo. Bachelard encontra elementos que dificultam o conhecimento adequado e real, que não permitem a própria evolução do espírito, para que ele possa passar de um estado pré-científico, influenciado pelos sentidos e feedback imediato, a um método científico com base no status científico. 

As pessoas que desejam atingir um grau de enriquecimento epistemológico, o chamado: espírito científico, devem pôr de lado experiência e hábitos de pensamento que sempre foram utilizados, típicos de todo o espírito pré-científico. Bachelard identifica esses obstáculos epistemológicos como barreiras para a formação de um espírito científico.

Obstáculos epistemológicos não estão se referindo a elementos ou fatores externos que podem estar envolvidos no processo de desenvolvimento do conhecimento científico de pessoas. Obstáculos epistemológicos encontram-se na dificuldade de captar o acontecimento ou fenômeno devido às condições psicológicas que impedem o desenvolvimento do espírito científico.

Gaston Bachelard em seu trabalho identifica 10 obstáculos epistemológicos

 

1)           Superar a primeira experiência: Ela é a experiência que é composta das informações percebidas e está no espírito, geralmente adquirida nos primeiros anos da vida intelectual das pessoas que, em seguida, envolvidas no desenvolvimento da ciência, e não sujeitas à algumas críticas, leva a pessoa a ficar imersa neste mar de ignorância tomando estes conhecimentos primários como verdadeiros e rejeitando as novidades que vão contra eles. O espírito científico deve ser reformado constantemente.

2)          O obstáculo generalista envolve tomar as características ou particularidades de conhecimento da substância como realidade e verdade, que não tem discussão. Você não pode explicar, ele é tomado como uma causa fundamental e inegável. Ao aceitar o obstáculo realista, não há problema científico, o obstáculo torna-se um gerador de verdade.

3)          O obstáculo Verbal: Localizado em hábitos orais de pessoas usados em uma base diária, tornando este obstáculo um dos mais difíceis e com maior poder explicativo.

4)           Obstáculo unitário e pragmático: O conceito de unidade para simplificar o estudo de qualquer realidade, para explicar tudo de forma satisfatória. As partes são explicadas e sua unificação explica toda a realidade. O conceito de unidade em conjunto com o utilitário se torna perigoso porque dá imediatamente explicação para o que é de algum modo útil.

5)            Obstáculo substancialista: Esta coligação é feita da substância e as suas qualidades. Bachelard distingue uma realidade oculta do substancialismo  que é algo fechado, coberto pelo material, que deve abrir para expor seu conteúdo. E há substancialismo da íntima qualidade, profundo, que é fechado não superficialmente. Devemos cavar fundo para encontrá-lo.

6)           Obstáculo Realista: A mente está deslumbrada com a presença do real. Ela ainda considerou que não deve ser estudado ou ensinado. Toma impressões pessoais sobre o pesquisador. O argumento realista tem mais peso contra o que não é.

7)           Obstáculo animista: Os seres humanos prestam mais atenção e maior valorização do conceito do que pode levar para a vida. O espírito do pesquisador prioriza a vida, este valor sempre acompanhou o homem em qualquer fase do seu desenvolvimento intelectual.

8)            Obstáculo e o mito da digestão: Qualquer evento ou fenômeno que tem a ver com o estômago passa a ter maior valor explicativo.

9)            Obstáculo da libido é interpretado a partir da perspectiva do poder e a vontade de dominar os outros seres humanos por parte do pesquisador e que não pode ajudar, mas refletir sobre suas experiências ou ensaios dá uma explicação coerente para um fenômeno ou um fato. Outra referência deste obstáculo é a referência constante a pensamentos sexuais que estão presentes em todos os espíritos científicos na formação integral para enfrentar novos fatos ou fenômenos.

10)          O último obstáculo epistemológico: o conhecimento quantitativo é aquele que se considera livre de erro, saltando do quantitativo ao objetivo, através de todo este conhecimento tem maior validade.

           Obstáculos epistemológicos mencionados brevemente são fatores que dificultam a passagem do espírito pré-científico para o espírito verdadeiramente científico, e superando obstáculos epistemológicos é como o espírito pode evoluir para criar ciência, na qual emana e surgem novos conhecimentos e existentes realidades que, por vezes, não percebemos que estão ali.

Bibliografia

BACHELARD, Gastón. (1981) El nuevo espíritu científico. México: Editorial Nueva Imagen.


Escrito por Gastón Domínguez


DEIXA O LIKE AÍ COMO REFORÇO POSITIVO PRA GENTE :D CURTE E COMPARTILHA E VAMOS LEVAR A PSICOLOGIA AOS CONFINS DO UNIVERSO! \o/\o/\o/\o/\o/


🔴 COMENTA AÍ

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.