Intelectualização – Mecanismo de defesa segundo Freud

Intelectualização como mecanismo de defesa na Psicologia

Intelectualização é uma “fuga para a razão”, onde a pessoa evita emoções desconfortáveis, concentrando-se em fatos e lógica. A situação é tratada como um problema interessante que envolve a pessoa em uma base racional, enquanto que os aspectos emocionais são completamente ignorados como sendo irrelevantes.

Jargão é frequentemente utilizado como um dispositivo de intelectualização. Usando a terminologia complexa, torna-se o foco sobre as palavras e definições mais finas, em vez de os efeitos humanos.

intelectualizacao - mecanismo de defesa
Exemplos de intelectualização como mecanismo de defesa

  • Uma pessoa descobre que têm câncer e pede detalhes sobre a probabilidade de sobrevivência e as taxas de sucesso de vários remédios. O médico pode participar da intelectualização, usando “carcinoma” em vez de “câncer” e “terminal” em vez de ‘fatal’.
  • Uma mulher que foi estuprada procura informações sobre outros casos e a psicologia de estupradores e vítimas. Ela tem aulas de auto-defesa, a fim de se sentir melhor (em vez de abordar mais diretamente as questões psicológicas e emocionais).
  • Uma pessoa que está em dívida fortemente constrói uma planilha complexa de quanto tempo seria necessário para pagar usando opções de pagamento e taxas de juros diferentes.

Discussão

Intelectualização protege contra a ansiedade reprimindo as emoções ligadas a um evento. É também conhecida como “isolamento de afetos”, já que os elementos afetivos são removidos da situação.

Freud acreditava que as memórias têm tanto os aspectos conscientes e inconscientes, e que intelectualização permite a análise consciente de um evento de uma maneira que não provoca ansiedade.

Intelectualização é um dos mecanismos de defesa originais de Anna Freud.

E daí?

Quando as pessoas tratam situações emocionalmente difíceis de maneiras frias e lógicas, muitas vezes não significa que elas são emocionalmente atrofiadas, só que elas são incapazes de lidar com a emoção neste momento. Você pode decidir dar-lhes espaço agora para que possam manter a sua dignidade (demonstrar emoção pode ser humilhante para mutias pessoas), embora você também possa decidir confrontá-las em um tempo e lugar mais apropriado.

Quando você confronta uma pessoa que está usando o mecanismo de defesa da intelectualização, ela pode fugir da situação (o, outra forma de defesa) ou mudar para outras formas de defesa.


DEIXA O LIKE AÍ COMO REFORÇO POSITIVO PRA GENTE :D

CURTE E COMPARTILHA E VAMOS LEVAR A PSICOLOGIA AOS CONFINS DO UNIVERSO! \o/\o/\o/\o/\o/






SEJA PSICOATIVO TAMBÉM E COMENTA AÍ

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.