Biopsicologia: o que é Psicobiologia ou Psicologia biológica

O que é Biopsicologia: Definição

Biopsicologia

Biopsicologia é um ramo da psicologia que analisa a forma como o cérebro e neurotransmissores influenciam os nossos comportamentos, pensamentos e sentimentos. Este campo pode ser pensado como uma combinação de psicologia de base e neurociência.

Muitos programas de psicologia usam nomes alternativos para este campo, incluindo biopsicologia, psicologia fisiológica, neurociência comportamental e Psicobiologia. Psicólogos que seguem a perspectiva biológica muitas vezes estudam como os processos biológicos interagem com emoções, cognição e outros processos mentais.

O campo de biopsicologia está relacionado a várias outras áreas, incluindo psicologia comparativa e psicologia evolutiva. Um dos objetivos é a compreensão dos processos biológicos, da anatomia e da fisiologia. Três dos componentes mais importantes para compreender são o cérebro, neurotransmissores e o sistema nervoso.

O cérebro e o Sistema nervoso

O sistema nervoso central é constituído pelo cérebro e medula espinhal. A parte mais externa do cérebro é conhecida como o córtex cerebral. Esta parte do cérebro é responsável pela funcionando na cognição, sensação, habilidades motoras, e emoções.

O cérebro é composta de quatro lobos:

  1. Lobo frontal: Também conhecido como o córtex motor. Esta parte do cérebro está envolvida na coordenação motora, cognição de alto nível e linguagem expressiva.
  2. Lobo occipital: Também conhecido como o córtex visual, esta parte do cérebro está envolvida na interpretação de estímulos visuais e informações.
  3. Lobo parietal: Também conhecido como o córtex somatossensorial. Esta parte do cérebro está envolvida no processamento de informações sensoriais táteis, como a pressão, toque e dor.
  4. Lobo temporal: Também conhecido como o córtex auditivo. Esta parte do cérebro está envolvida na interpretação dos sons e linguagem que ouvimos.

Uma outra parte importante do sistema nervoso é o sistema nervoso periférico, que é dividido em duas partes:

1. O sistema nervoso somático: Controla as ações dos músculos esqueléticos.

2. O sistema nervoso autônomo: Regulamenta processos automáticos, como a frequência cardíaca, respiração e pressão arterial. Existem duas partes do sistema nervoso autônomo:

  • O sistema nervoso simpático: Controla a resposta de “luta ou fuga”. Este reflexo prepara o corpo para responder à um perigo no ambiente.
  • O sistema nervoso parassimpático: Este sistema trabalha para trazer seu corpo de volta ao seu estado normal depois de um reflexo de luta ou fuga.

Neurotransmissores

Também importantes no campo da biopsicologia são as ações dos neurotransmissores. Neurotransmissores transportam informações entre os neurônios e permitem que mensagens químicas sejam enviados à partir de uma parte do corpo para o cérebro, e vice-versa.

Há uma variedade de neurotransmissores que afetam o corpo de maneiras diferentes. Por exemplo, o neurotransmissor dopamina está envolvida no movimento e na aprendizagem. Quantidades excessivas de dopamina têm sido associadas com distúrbios psicológicos, tais como esquizofrenia, enquanto pouca quantidade de  dopamina está associada com a doença de Parkinson. O estudo dos vários transmissores para determinar os seus efeitos sobre o comportamento humano é um ponto fundamental na área da biopsicologia.





DEIXA O LIKE AÍ COMO REFORÇO POSITIVO PRA GENTE :D CURTE E COMPARTILHA E VAMOS LEVAR A PSICOLOGIA AOS CONFINS DO UNIVERSO! \o/\o/\o/\o/\o/


🔴 COMENTA AÍ

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.