Eros e Thanatos: “Instintos” de vida e morte de Freud

A Teoria das pulsões de Freud evoluiu ao longo de sua vida e obra. Ele inicialmente descrevia uma classe de unidades conhecidas como os “instintos de vida” e acreditava que essas unidades eram responsáveis por grande parte do comportamento. Eventualmente, ele chegou a acreditar que só esses instintos de vida não poderiam explicar todo o comportamento humano. Freud determinou que todos os instintos caem em uma das duas classes principais: os instintos de vida ou os instintos de morte.

Eros e Thanatos - Instintos de vida e morte de Freud
Eros e Thanatos – Instintos de vida e morte de Freud

Fonte: Monstergry

Instinto de Vida (Eros)

Às vezes referidos como instintos sexuais, os instintos de vida são aqueles que lidam com a sobrevivência básica, prazer, e reprodução. Esses instintos são importantes para sustentar a vida do indivíduo, bem como a continuação da espécie. Enquanto eles são freqüentemente chamados de instintos sexuais, essas unidades também incluem coisas como sede, fome, assim como evitar a dor. A energia criada pelos instintos de vida é conhecida como libido. Comportamentos comumente associados com o instinto de vida incluem amor, cooperação e outras ações pró-sociais.

Instinto de morte (Thanatos)

Inicialmente descrito em seu livro Além do princípio do prazer (Beyond the Pleasure Principle), Freud propôs que “o objetivo de toda a vida é a morte” (1920). Ele observou que as pessoas o experimentam após um evento traumático (como guerra), que muitas vezes revive a experiência. Ele concluiu que as pessoas têm um desejo inconsciente de morrer, mas que este desejo é amplamente temperado pelos instintos de vida. Na visão de Freud, o comportamento auto-destrutivo é uma expressão da energia criada pelos instintos de morte. Quando esta energia é dirigida para fora e para os outros, é expressada como agressão e violência.

Por


DEIXA O LIKE AÍ COMO REFORÇO POSITIVO PRA GENTE :D

CURTE E COMPARTILHA E VAMOS LEVAR A PSICOLOGIA AOS CONFINS DO UNIVERSO! \o/\o/\o/\o/\o/






SEJA PSICOATIVO TAMBÉM E COMENTA AÍ

4 comentários em “Eros e Thanatos: “Instintos” de vida e morte de Freud

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.