O que é Psicanálise? História e terapia psicanalítica

O que é a terapia psicanalítica

Terapia psicanalítica visa ajudar o paciente a compreender as forças inconscientes que afetam as emoções e comportamentos.

Psychotherapy
Psicoterapia

Base histórica da psicanálise


O fundador da psicanálise, Sigmund Freud, formulou a base teórica para a psicanálise no final dos anos 1800.

Biografia de Freud e sua obra

Freud originalmente trabalhou como neurologista em vez de psiquiatra, porque naquela época, o que hoje reconhecemos como ansiedade e depressão eram consideradas partes de doenças degenerativas do cérebro.

Freud tratou assim muitas pacientes com histeria e neurastenia.

No primeiro caso, ele aplicou os tratamentos comumente usados – estimulação elétrica muscular e nervosa, massagens e hidroterapia. Mas, ele logo passou a acreditar que esses tratamentos eram inúteis. Devido à influência de seu mentor Jean-Martin Charcot, que havia usado a hipnose para induzir temporariamente ou parar a histeria, assim como suas próprias observações de seus pacientes, ele percebeu que esses transtornos eram de origem psicológica e poderiam ser curados psicologicamente.

No século seguinte à obra de Freud, a psicanálise tem continuado a crescer em sua compreensão das forças inconscientes no trabalho em nossos relacionamentos e senso de self, e técnicas mais flexíveis evoluíram.

O que é o Consciente / Inconsciente?

A descoberta do inconsciente de Freud é a base da psicanálise.

O inconsciente, segundo Freud, é para uma pessoa, seu reservatório de sentimentos, pensamentos, impulsos, e memórias que se encontram fora de sua consciência. Sentimentos de dor, ansiedade e conflitos encontrados dentro de nosso inconsciente podem afetar nosso comportamento e experiência, mesmo que não estejamos conscientes de porque estamos fazendo o que fazemos.

O objetivo da psicanálise é ajudar o paciente a desenvolver uma visão sobre estes processos inconscientes para que o comportamento possa ser alterado.

Quando usar Terapia Psicanalítica?

Terapia psicanalítica não é indicada para qualquer distúrbio particular. A pessoa que é suscetível de se beneficiar dela pode estar sofrendo de sintomas de longa data, tais como humor deprimido, ansiedade e padrões repetitivos de comportamento que resultam em uma sensação de escolhas limitadas.

A pessoa deve possuir força emocional e psicológica adequada para suportar a ansiedade provocada pela remoção de seus mecanismos de defesa e a exploração de experiências dolorosas do passado. (Note-se que tem havido um século de compreensão continuada das várias forças inconscientes que afetam nossos relacionamentos e senso de si, bem como uma maior flexibilidade nas técnicas que ajudam os pacientes através da psicanálise).

A capacidade de formar relacionamentos, se auto-observar, e conter fortes sentimentos de forma adequada também são pontos fortes que podem ajudar no processo psicoterapêutico.


Referências:
Jacobson, James L. and Alan M. Jacobson. Psychiatric Secrets. 2nd ed. Philadelphia, PA : Hanley & Belfus, Inc., 2001.
Luborsky, Lester, Marna S. Barrett. "The History and Empirical Status of Key Psychoanalytic Concepts." Annual Review of Clinical Psychology 2 (2006) : 1-19.

Por 


Quer ler o site sem anúncios + conteúdo exclusivo?
☆ Assine o Psicoativo Premium





Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.