Por que estamos mais propensos a comer demais à noite?

Os pesquisadores descobriram que, à noite, experimentamos alterações nos níveis de hormônios que influenciam o apetite, o que pode nos levar a comer em excesso.

Leia também:

Sem surpresa, eles viram que o estresse e uma predisposição para compulsão alimentar também aumentam os níveis de fome à noite. Mas pode haver resposta a este problema: comer no início do dia.

estudo – conduzido por pesquisadores da Johns Hopkins School of Medicine, em Baltimore, MD, e do Mount Sinai Icahn School of Medicine, em Nova York, NY – foi recentemente publicado na International Journal of Obesity.

A pesquisa incluiu 32 adultos, com idades entre 18-50 anos, que estavam com sobrepeso.

Cerca de metade dos participantes receberam um diagnóstico de transtorno de compulsão alimentar, que é definida como episódios de comilança incontrolável que muitas vezes levam ao ganho de peso.

O objetivo geral desta pesquisa foi determinar como a hora do dia afeta o apetite, e se o estresse pode desempenhar um papel.

“Comer no final do dia é comum, e o estresse pode induzir a comer”, informam os pesquisadores.”Pouco se entende sobre como a hora do dia e o estresse interagem para afetar o apetite e, portanto, o peso corporal. Essas podem ser influências particularmente importantes nos comedores compulsivos, que tendem à compulsão à noite e em resposta ao estresse”.

O estresse aumenta a fome da noite

Os níveis de grelina, que é o hormônio que estimula o apetite, foram mais altos após o consumo da refeição da tarde em comparação com a refeição matutina, enquanto que os níveis de PYY, que é um hormônio que reduz o apetite, foram menores na noite.

Ao comparar adultos com transtorno da compulsão alimentar com aqueles sem a condição, obsevou-se:

– adultos com transtorno da compulsão alimentar experimentaram menor satisfação à noite após a refeição da tarde.

– indivíduos com transtorno da compulsão alimentar tinham níveis de grelina superiores à noite, mas níveis de grelina mais baixos na parte da manhã, em comparação com aqueles que não têm transtorno de compulsão alimentar.

– a ingestão de alimentos foi semelhante em ambos os grupos

– indivíduos com transtorno da compulsão alimentar “relataram uma maior perda de controle e compulsão do que aqueles sem.”

Olhando para os resultados do teste de estresse, a equipe descobriu que – tanto de manhã quanto à noite – todos os sujeitos experimentaram um aumento gradual nos níveis de cortisol e grelina, embora níveis desses hormônios foram maiores no período da tarde.

Eles dizem que esta descoberta sugere que o estresse pode ter maior influência sobre a grelina na noite do que no início do dia.

Tomados em conjunto, os pesquisadores acreditam que os resultados do estudo indicam que estamos mais propensos a comer demais à noite devido a mudanças em nossos hormônios de fome, e que o estresse e compulsão alimentar pré-existente podem agravar o risco.

Dito isto, a primeira autora do estudo, Susan Carnell, Ph.D., do Departamento de Psiquiatria e Ciências Comportamentais da Universidade Johns Hopkins, observa que há algo que podemos fazer para evitar sucumbir à tentação de comer demais à noite.

A boa notícia é que tendo esse conhecimento, as pessoas podem tomar medidas para reduzir o risco de excessos ao comer no início do dia, ou encontrar formas alternativas para lidar com o estresse.” – Susan Carnell, Ph.D.

Leia também:

Inscreva-se no nosso canal de psicologia no Youtube


Por 

Via Medical News Today.





Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.