Método Experimental na Psicologia

Como exatamente os pesquisadores investigam a mente e o comportamento humano?

Embora haja um número de diferentes técnicas de pesquisa, o método experimental na Psicologia permite que os pesquisadores busquem relações de causa e efeito.

No método experimental, os investigadores identificam e definem variáveis ​​chave, formulam uma hipótese, manipulam as variáveis ​​e recolhem dados sobre os resultados. Variáveis ​​externas são cuidadosamente controladas para minimizar um impacto potencial sobre o resultado do experimento.

Um olhar mais atento ao método experimental em Psicologia

O método experimental envolve a manipulação de uma variável para determinar se as alterações nela causam alterações ​​em uma outra variável. Este método baseia-se em métodos controlados, a atribuição aleatória e a manipulação de variáveis ​​para testar uma hipótese.

Tipos de Experimentos

Existem alguns tipos diferentes de experiências que os pesquisadores podem optar por utilizar. O tipo de experimento escolhido pode depender de uma variedade de fatores, incluindo os participantes, a hipótese e os recursos disponíveis para os pesquisadores.

1. As experiências de laboratório

Experimentos de laboratório são muito comuns na psicologia porque eles permitem que os experimentadores tenham mais controle sobre as variáveis. Estas experiências também podem ser mais fáceis para outros pesquisadores replicarem. O problema, claro, é que o que acontece em um laboratório nem sempre é idêntico ao que acontece no mundo real.

2. Experimentos de campo

Às vezes, os pesquisadores podem optar por realizar seus experimentos no campo.

Por exemplo, vamos imaginar que um psicólogo social está interessado em pesquisar o comportamento pró-social. O experimentador pode ter uma pessoa que finge desmaiar e observar para ver quanto tempo os espectadores levam para responder. Este tipo de experiência pode ser uma ótima maneira de ver o comportamento em ação em cenários realistas. No entanto, torna-se mais difícil para os pesquisadores para controlar as variáveis ​​e pode introduzir variáveis ​​de confusão que podem influenciar os resultados.

Essa experiência do desmaio em público fornece evidências para o efeito espectador.

Inscreva-se no nosso canal do Youtube para assistir a mais vídeos 😉

3. Método quase-experimental

Enquanto experimentos de laboratório e de campo representam o que são conhecidos como verdadeiros experimentos, os pesquisadores também podem utilizar um terceiro tipo conhecido como método quase-experimental. Estes são muitas vezes referidos como experimentos naturais porque os pesquisadores não têm verdadeiro controle sobre a variável independente. Em vez disso, o nível de tratamento é determinado pelas condições naturais da situação. Um pesquisador olha para as diferenças de personalidade e ordem de nascimento, por exemplo, mas não é capaz de manipular a variável independente na situação. Níveis de tratamento não podem ser atribuído ao acaso, porque os participantes naturalmente caem em grupos pré-existentes com base em sua ordem de nascimento em suas famílias.

Então, por que um pesquisador opta por usar um quase-experimento? Esta é uma boa escolha em situações onde cientistas estão interessados ​​em estudar fenômenos em ambientes naturais, do mundo real. Também é uma boa escolha em situações em que os pesquisadores não podem eticamente manipular a variável independente em questão.

Termos-chave sobre Método Experimental em Psicologia

A fim de entender como o método experimental na psicologia funciona, há alguns termos-chave que você deve entender.

– A variável independente é a que o experimentador manipula. Esta variável é assumida por causar algum tipo de efeito sobre a outra variável. Se um pesquisador estava investigando como o sono influencia as notas nas provas, a quantidade de sono de um indivíduo seria a variável independente.

– A variável dependente sofre o efeito que o experimentador quer medir. Em nosso exemplo anterior, as notas nas provas seriam a variável dependente.

– Definições operacionais são necessárias para executar o experimento. Quando dizemos que algo é uma variável independente ou variável dependente, precisamos ter uma definição muito clara e específica sobre o significado e o alcance dessa variável.

– Uma hipótese é uma declaração provisória sobre a possível relação entre duas ou mais variáveis. Em nosso exemplo anterior, o pesquisador pode supor que as pessoas que dormem mais terão melhor desempenho em uma prova de matemática no dia seguinte. O objetivo da experiência é apoiar ou deixar de apoiar esta hipótese.

O Processo Experimental

Psicólogos, assim como outros cientistas, utilizam o método científico ao realizar um experimento. O método científico é um conjunto de procedimentos e princípios que orientam a forma como os cientistas desenvolvem questões de pesquisa, coleta de dados e chegam a conclusões.

Os quatro passos básicos do processo experimental em psicologia são:

  1. Formular uma hipótese
  2. Planejar o estudo e coleta de dados
  3. Analisar os dados e chegar a conclusões
  4. Compartilhar as Descobertas

Mais um videozíneo do nosso canal 🙂


Via Verywell.




DEIXA O LIKE AÍ COMO REFORÇO POSITIVO PRA GENTE :D CURTE E COMPARTILHA E VAMOS LEVAR A PSICOLOGIA AOS CONFINS DO UNIVERSO! \o/\o/\o/\o/\o/


🔴 COMENTA AÍ

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.