Gestalt-Terapia Explicada de forma simples!

O que é a terapia Gestalt?

A Terapia Gestalt ou Gestalt-Terapia foi desenvolvida por Frederick “Fritz” e Laura Perls na década de 1940. É uma forma humanística de psicoterapia que surgiu como uma alternativa às formas psicanalíticas mais tradicionais de psicoterapia que existiam na época.

“Gestalt” é derivado de uma palavra alemã que significa “forma”, e refere-se ao todo ou essência de algo. A terapia gestáltica mantém uma visão holística de uma pessoa sempre no contexto de seu ambiente.

Orientação da terapia gestalt

Semelhante à terapia centrada na pessoa desenvolvida por Carl Rogers, a Gestalt-terapia é uma forma experiencial de terapia que vê o cliente como sempre crescendo. As pessoas são vistas como evoluindo continuamente. Além disso, a terapia gestalt enfatiza a importância da consideração positiva incondicional, da empatia e da compreensão como parte integrante do processo terapêutico.

Gestalt-terapia, além disso, reconhece a necessidade de aceitação, a fim de criar a mudança.

“O paradoxo curioso é que quando eu posso me aceitar como eu sou, então eu posso mudar” – Carl Rogers.

A importância do momento presente na gestalt-terapia

Como em muitas formas experienciais de terapia, o foco da gestalt-terapia está no “aqui e agora”. Permanecendo presente em sua experiência, um cliente é capaz de se concentrar em sentimentos e emoções que de outra forma podem ser ignorados, negados ou suprimidos. É, portanto, capaz de obter mais em contato consigo mesmo, tornar-se mais auto-consciente e criar uma vida melhor, como resultado.

Algumas técnicas de Gestalt-terapia

A gestalt-terapeuta pode recorrer a certas técnicas de terapia gestalt, também conhecidas como experimentos, durante todo o tratamento. A seguir está uma lista de várias técnicas comuns de terapia gestáltica:

Role playing  – Representar um papel é usado com frequência na gestalt-terapia para ajudar o cliente a apreciar diferentes lados para a sua própria experiência que ele pode não ter reconhecido.

Role playing também é usado para ajudar um cliente a se acostumar ou “ensaiar” um novo comportamento, especialmente se houver ansiedade em torno dele.

A técnica da cadeira vazia  – A técnica da cadeira vazia é provavelmente uma das técnicas de terapia gestalt mais conhecidas. Envolve sentar um cliente diretamente em frente a uma cadeira vazia. O cliente é incentivado a imaginar alguém em sua vida sentado em frente a ela, como um pai ou um outro indivíduo significativo, e ter uma conversa com ele. Este processo pode ajudar o cliente a perceber uma maior compreensão da situação como um todo.

Às vezes, partes do self do cliente são colocadas na cadeira vazia, e o cliente tem um diálogo entre as diferentes partes de si mesmo. Este processo muitas vezes equivale ao cliente ter um melhor senso de todos os aspectos de sua experiência, e maior auto-consciência como resultado.

O exercício do exagero  – O exercício do exagero envolve pedir um cliente para exagerar certos elementos de comportamento, a fim de trazer muito mais adiante uma emoção ou experiência.

Por exemplo, se um cliente está agitando ansiosamente sua perna, o terapeuta pode pedir-lhe para exagerar a experiência e permitir uma experiência emocional elevada associada com ela, a fim de compreender melhor as emoções envolvidas.




DEIXA O LIKE AÍ COMO REFORÇO POSITIVO PRA GENTE :D CURTE E COMPARTILHA E VAMOS LEVAR A PSICOLOGIA AOS CONFINS DO UNIVERSO! \o/\o/\o/\o/\o/


🔴 COMENTA AÍ

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.