Ser o principal “ganha-pão” é ruim para saúde psicológica dos homens, mas é bom para as mulheres

Expectativas de gênero no casamento não são apenas ruins para as mulheres, elas também são ruins para os homens, de acordo com um novo estudo de sociólogos da Universidade de Connecticut (UConn).

ganha-pao-homem-mulher-provedores

O estudo, “A renda relativa, bem-estar psicológico, e Saúde: Ser provedor é perigoso ou de protetivo?” (original: “Relative Income, Psychological Well-Being, and Health: Is Breadwinning Hazardous or Protective?“) por Christin Munsch, um professor assistente de sociologia na UConn, e os estudantes de pós-graduação Matthew Rogers e Jessica Yorks, será apresentado na Reunião Anual 111º da American Sociological Association (ASA).

Usando dados no mesmo grupo nacionalmente representativo de homens e mulheres casados há mais de 15 anos, os autores examinaram a relação entre contribuições de rendimento relativas de homens e mulheres e descobriram que, em geral, como os homens assumiam mais responsabilidade financeira em seus casamentos, o seu bem-estar e saúde psicológica diminuíram. Bem-estar e saúde dos homens estavam em seu pior durante anos, quando eles eram arrimo de suas famílias. Nestes anos, eles tinham pontuações de bem-estar psicológico que estavam 5% menores e pontuações de saúde que eram 3,5% inferiores, em média, do que nos anos em que os suas parceiras contribuíram igualmente.

“Muito do que sabemos sobre como o gênero se desenrola no casamento incide sobre as maneiras em que as mulheres estão em desvantagem”, afirma Munsch. “Por exemplo, as mulheres são mais suscetíveis de serem vítimas de violência doméstica, e ainda executar a parte mais difícil do trabalho doméstico. Nosso estudo contribui para um crescente corpo de pesquisa que demonstra as maneiras em que as expectativas de gênero são prejudiciais para os homens também. ”

Ser provedor tem o efeito oposto para as mulheres quando se trata de bem-estar psicológico. O bem-estar psicológico melhorou, por causa das maiores contribuições econômicas das mulheres. Por outro lado, à medida que contribuíam menos em relação aos seus cônjuges, o seu bem-estar psicológico diminuiu. A renda relativa não estava relacionada com a saúde das mulheres.

Munsch atribui como causas dessas diferenças de bem-estar psicológico as expectativas culturais para homens e mulheres. “Homens que fazem muito mais dinheiro do que os suas parceiras podem tornar-se provedores com um senso de obrigação e se preocupar com a manutenção do status de ganha-pão da casa”, diz Munsch. “As mulheres, por outro lado, podem tornar-se provedoras como uma oportunidade ou escolha. Mulheres provedoras podem sentir uma sensação de orgulho, sem se preocupar com o que os outros vão dizer se elas podem ou não manter esse status.”

De acordo com Munsch, seus resultados são uma boa notícia, uma vez que ambos os maridos e esposas geralmente trabalham. “Nosso estudo descobriram que a dissociação de provedor da masculinidade tem benefícios concretos para os homens e mulheres“, diz Munsch.”Considerando que o bem-estar psicológico e saúde dos homens tendem a aumentar à medida que as suas mulheres assumem mais responsabilidade econômica, bem-estar psicológico das mulheres também melhora à medida que elas assumem mais responsabilidade econômica”.

O estudo utiliza dados de 1997 até 2011 da National Longitudinal Survey of Youth (EUA) para examinar os efeitos da dinâmica da renda das famílias sobre o bem-estar e saúde psicológica em uma amostra nacionalmente representativa de pessoas casadas entre as idades de 18 e 32 anos. Os pesquisadores examinam uma série de explicações alternativas para as suas descobertas, incluindo a idade, escolaridade, renda absoluta, e número de horas trabalhadas por semana. No entanto, estas variáveis não são responsáveis por suas descobertas.


Fonte: American Sociological Association

Via (e) Science News




DEIXA O LIKE AÍ COMO REFORÇO POSITIVO PRA GENTE :D CURTE E COMPARTILHA E VAMOS LEVAR A PSICOLOGIA AOS CONFINS DO UNIVERSO! \o/\o/\o/\o/\o/


🔴 COMENTA AÍ

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.