História e Origem da Ciência da Psicologia

Como surgiu a psicologia científica

Illustrative image of sub conscious level

A Psicologia dos filósofos

Psicologia não surgiu diretamente como uma ciência. Ela começou como um ramo da filosofia e continuou por cerca de 2000 anos antes de emergir como uma ciência.

Psicologia começou como resultado da curiosidade dos cosmólogos para entender sobre as experiências místicas e atividades de pessoas e eventos. Estes incluem as suas experiências na vida, sonhos, vida materialista, os impulsos que têm e peculiaridades no comportamento das pessoas em diferentes situações.

O termo psicologia foi encontrado pela primeira vez em livros filosóficos do século 16. Foi formada de duas palavras gregas: ‘psique’ (alma) e “logos” (Doutrina). Por alma, entende-se o princípio subjacente de todos os fenômenos da vida mental e espiritual.

As ideias modernas sobre mente e seu funcionamento foram derivadas da filosofia grega. Uma das primeiras pedras na base da psicologia como ciência foi colocada pelo médico do grego clássico Alcmeão de Crotona no século 6 aC, que propõe que, a “vida mental é uma função do cérebro”. Esta ideia fornece uma base para entender a psique humana até hoje. Os outros filósofos gregos notáveis são Hipócrates (460-370 aC), Sócrates (469-399 aC), Platão (428 / 7-348 aC) e Aristóteles (384-322 aC).

Hipócrates, conhecido como o pai da medicina, classifica as pessoas em 4 tipos com base nos humores corporais, fleumático (fleuma), sanguíneo (sangue), melancólico (bile negra), colérico (bile amarela) e fleumático (catarro). Sócrates reconhecia a mente também, além da alma.

Ele tinha analisado as atividades da mente na forma de pensamento, imaginação, memória e sonhos. Além disso, seus alunos Platão e Aristóteles reforçaram e continuaram a ideia de Sócrates. No entanto, eles não têm muita crença na existência da alma. Então, eles enfatizaram a capacidade de raciocínio do homem e chamaram o ser humano de animal racional.

Platão estava mais interessado em saber o papel da mente no controle do comportamento humano. Ele foi o progenitor do dualismo em psicologia.

Ele considerava materiais e substâncias espirituais, o corpo e a mente como dois princípios independentes e antagônicos, mas ele não poderia esclarecer sua dúvida de forma satisfatória. Dualismo de Platão foi largamente superado por seu aluno Aristóteles, que reuniu pensamento psicológico com os estudos naturais e restaurou a sua estreita ligação com a biologia e medicina. Ele transmitiu a ideia da inseparabilidade da alma e do corpo vivo.

Ele levantou a hipótese de que a mente é o resultado das atividades psicológicas e disse que é necessário entender os processos psicológicos, incluindo as atividades dos órgãos dos sentidos que ajudam o indivíduo a experimentar seu ambiente.

Esta suposição era acessível para verificação por causa de sua base científica. É verdade que o cérebro controla nossas experiências e comportamentos conscientes. Então veio um filósofo francês chamado René Descartes (1596-1650), que postulou a existência da alma como uma entidade separada que é independente do corpo.

Ele disse que o nosso corpo é como um motor de automóvel que vai continuar o seu trabalho sem a supervisão da alma e, portanto, o corpo e a alma são separados. Ele declarou que o homem tem uma natureza dupla: mental e física. Desta forma esclarecia a dúvida levantada por Platão.

Ele afirmou que o processo de duvidar é a prova de existência da alma. (Cogito ergo sum – penso, logo existo). Em outras palavras, a alma deve existir em mim, porque eu posso pensar, e pensar é a principal função da alma.

Gradualmente à medida que a perspectiva científica foi desenvolvida, filosofia começou a perder sua proeminência, assim também a alma. Em seguida, a psicologia foi definida como “o estudo da mente’. A palavra mente era menos misteriosa e vaga do que a alma e, portanto, esta definição foi continuada por algum tempo.

Quando surgiu a psicologia como ciência e quem foi seu fundador? 

psicologia ciencia

Que evento foi considerado como marco para o reconhecimento da psicologia como ciência

Wilhelm Wundt
Wilhelm Wundt

Psicologia surgiu como uma disciplina científica pelo estabelecimento do primeiro Instituto de Psicologia em 1879, em Leipzig, na Alemanha, por Wilhelm Wundt (1832-1920). É aqui que os primeiros psicólogos profissionais adquiriram as competências de trabalho experimental para estudar a mente. Wundt centrou suas experiências nas experiências conscientes e ele substituiu o conceito de espírito por consciência. Ele adotou o método de “Introspecção“.

Decorrido tempo, o desenvolvimento da Psicologia como uma ciência independente tem ímpeto. Os psicólogos começaram rejeitando os diferentes métodos e abordagens baseadas em especulações e tentaram fornecer base científica para o assunto.

Esses esforços resultaram no surgimento de diferentes escolas de pensamento como o estruturalismo, o funcionalismo, Behaviorismo, gestaltismo, Psicanálise, Escola humanista, etc. A formulação destas escolas tem levado a várias abordagens para entender o comportamento em suas próprias maneiras.

Uma breve análise das abordagens da Psicologia

Estruturalismo:

Esta escola centrou a sua atenção para estudar as experiências conscientes, estrutura do cérebro e sistema nervoso que são responsáveis por tais experiências.

O destaque entre os estruturalistas foi EB Titchener (1867-1927) um psicólogo britânico que considerava psicologia como ciência da Consciência. Estruturalismo tentou analisar os três elementos básicos da consciência: sensações, sentimentos e imagens e, desta forma fez um estudo sistemático da mente, analisando sua estrutura e, portanto, foi nomeado como estruturalismo.

Funcionalismo :

Funcionalismo foi iniciado por William James (1842-1910), o pai da psicologia americana. Os outros psicólogos importantes que pertenciam a esta escola foram John Dewey, James Angell, etc. Funcionalistas defendiam o funcionamento da mente como um aspecto importante.

Segundo eles a mente vai sempre ajudar a pessoa a se adaptar a seu meio ambiente. Eles foram influenciados pela teoria da evolução e biologia de Darwin.

Behaviorismo:

BehaviorismoEsta escola de pensamento foi iniciada por JB Watson (1878-1958). Os outros psicólogos notáveis incluem Thorndike, Pavlov, Skinner, Tolman, Hull, etc.

Watson definiu a psicologia como ciência do comportamento do organismo. Ele concentrou sua atenção no estudo do comportamento observável e rejeitou as forças internas invisíveis da mente. Watson rejeitou o método de introspecção como não confiável e não-científico e defendeu o método de observação e verificação. Behaviorismo enfatizou os reflexos condicionados como elementos de comportamento.

De acordo com Watson reflexos condicionados são respostas aprendidas aos estímulos. Ele enfatizou a necessidade de observação com objetivo de estudar o comportamento humano e animal. Até o surgimento desta escola, psicólogos se concentravam apenas no estudo do comportamento humano e não havia espaço para estudo do comportamento animal. Watson salientou o papel do ambiente e estímulos na formação do comportamento. Ele declarou que poderia fazer qualquer coisa de uma criança – um mendigo, advogado, cientista ou criminoso.

Psicologia da Gestalt:

Psicologia da Gestalt

Esta escola de pensamento foi criada no ano de 1912 por três psicólogos alemães: Max Wertheimer (1880-1941) e seus colegas Kurt Koffka (1886-1941) e Wolfgang Kohler (1887- 1967).

O termo Gestalt significa “Forma” ou “Configuração”. Esses psicólogos fizeram oposição a abordagem atomística ou molecular para estudar o comportamento. Eles disseram que a mente não é composta de elementos e, portanto, pode ser entendida melhor apenas se estudá-la como um todo.

O princípio fundamental da escola Gestalt é “o todo é melhor do que a soma total de suas partes“. De acordo com ela, o indivíduo percebe uma coisa como um todo e não como um mero conjunto de elementos. Da mesma forma a sensação ou percepção será experimentada como um todo. Por exemplo, quando olhamos para uma mesa de madeira, não vamos enxergá-la como um conjunto de peças diferentes, mas como um todo, só então percebemos como um objeto significativo.

Como resultado, o comportamento humano é caracterizado como um comportamento inteligente, em vez de um mecanismo de estímulos e resposta simples. Desta forma, a psicologia da Gestalt se opôs fortemente os pontos de vista das outras escolas.

Psicanálise:

capa para facebook terapia freud

Psicologia foi concentrando-se principalmente sobre a psique humana normal, até a chegada de Sigmund Freud (1856-1939), que fundou a Escola de Psicanálise. Esta teoria surgiu a partir da história clínica dos doentes mentais.

Freud desenvolveu sua teoria baseada na motivação inconsciente. Ele inclui diferentes conceitos como comportamento consciente, subconsciente e inconsciente, estrutura da psique, a repressão, a catarse, o desenvolvimento psicossexual da criança, libido, análise de sonhos, etc., que ajudam a analisar o comportamento humano integral, especialmente do ponto de vista do entendimento do comportamento anormal.

Com a opinião de que, Freud deu excessiva importância ao sexo, dois de seus seguidores se separaram e estabeleceram sua própria escola de pensamento. Alfred Adler (1870-1937) começou a “psicologia individual”, na qual ele colocou poder como motivo no lugar do sexo de Freud e Carl Gustav Jung (1875-1961) começou a “Psicologia Analítica ‘, que enfatiza o desenvolvimento da personalidade individual do”Inconsciente Coletivo“.

Alguns outros psicólogos influenciados por Freud que eram conhecidos como Neo freudianos também contribuíram muito para a psicologia moderna. Algumas das figuras notáveis são Anna Freud (a filha de Freud), Karen Horney, Sullivan, Eric Fromm, Erik Erickson, etc.

Psicologia Humanista:

Esta escola de pensamento foi desenvolvida por psicólogos como Abraham Maslow, Carl Rogers, Rollo May, Gorden Allport, etc. A psicologia humanista dá mais valor ao ser humano. Humanistas acreditavam que o comportamento é controlado pela nossa própria vontade e não pelo inconsciente ou pelo ambiente.

Eles estavam mais interessados em resolver o problema humano do que em experimentos de laboratório. Humanistas esperam que cada pessoa alcance seu pleno potencial e alcance a auto-realização.

Como foi dito no início, a história da psicologia é muito curta. Mas dentro desta curta duração de cerca de 150 anos, muitos psicólogos contribuíram com o seu conhecimento para fazer psicologia uma ciência.

Fonte: Psychology Discussion



DEIXA O LIKE AÍ COMO REFORÇO POSITIVO PRA GENTE :D CURTE E COMPARTILHA E VAMOS LEVAR A PSICOLOGIA AOS CONFINS DO UNIVERSO! \o/\o/\o/\o/\o/


🔴 COMENTA AÍ

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.