Como ler instantaneamente a personalidade de alguém com uma pergunta

Um tipo de questão pode indiretamente revelar muito sobre a personalidade de uma pessoa

Perguntar a alguém o que pensa sobre outras pessoas revela muito sobre sua própria personalidade (dela). A razão é que as pessoas tendem a ver mais de suas próprias qualidades em outros. O generoso vê os outros como generosos e a pessoa egoísta vê os outros como egoístas.

Freud Quando Pedro fala de Paulo
Essa frase do Freud (que provavelmente nem é dele) resume bem essa questão

 

Dr. Dustin Wood, o primeiro autor do estudo, disse:

“Um enorme conjunto de traços de personalidade negativos estão associados com a observação de outros negativamente. A tendência simples de ver as pessoas negativamente indica  uma maior probabilidade de depressão e vários transtornos de personalidade. “

As conclusões vêm de uma série de três estudos.

Em um deles, pessoas foram convidadas para julgar as características positivas e negativas de outras três pessoas. Os que mais positivamente julgavam essas pessoas, mais felizes, entusiastas, capazes e emocionalmente estáveis acabaram por ser eles mesmos. As pessoas que julgaram os outros de forma mais positiva também acabaram por ser mais satisfeitas com suas próprias vidas. Aqueles que julgavam os outros mais negativamente tinham níveis mais elevados de narcisismo e comportamento anti-social. Os pesquisadores ainda voltaram para as mesmas pessoas um ano depois e encontraram os mesmos resultados.

Isto sugere que o que as avaliações de outras pessoas dizem sobre si mesmo permanece estável ao longo do tempo.

Os transtornos de personalidade são frequentemente diagnosticados, pelo menos em parte, pela forma como as pessoas vêem os outros. Os autores dizem:

“… Embora narcisistas possam perceber os outros como sendo desinteressantes ou inúteis, isso pode não refletir a forma como eles se vêem. Da mesma forma, os indivíduos que exibem comportamentos típicos de transtorno de personalidade paranoide podem acreditar que outras pessoas são malévolas e indignas de confiança, mesmo que eles não possam ver-se dessa forma. […] Maquiavelismo geralmente é medido em parte, pedindo aos indivíduos a medida em que eles percebem a falta de sinceridade, integridade ou abnegação nas ações dos outros, e o comportamento narcisista é visto em parte pela crença de que outras pessoas são inferiores, desinteressantes, e indignas de atenção. ”

Leia também:

60-frases-e-pensamentos-volume-3-8-638
Tio Jung também não fica atrás…
O estudo foi publicado no Journal of Personality and Social Psychology (Wood et al., 2010 ).

Fonte: Psyblog


DEIXA O LIKE AÍ COMO REFORÇO POSITIVO PRA GENTE :D CURTE E COMPARTILHA E VAMOS LEVAR A PSICOLOGIA AOS CONFINS DO UNIVERSO! \o/\o/\o/\o/\o/


🔴 COMENTA AÍ

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.