Dieta cetogênica pode reduzir sintomas da esquizofrenia

Dieta cetogênica pode reduzir sintomas de esquizofrenia e efeitos colaterais de remédios

dieta-cetogenica-reduz-sintomas-esquizofreniaA dieta cetogênica rica em gordura e extremamente pobre em carboidratos e açúcares pode ser muito útil para pacientes com esquizofrenia, de acordo com um novo estudo com ratos feito por cientistas da James Cook University (JCU).

A equipe de pesquisa do  Instituto de saúde tropical e medicina (AITHM) descobriu que a alimentação de camundongos com dieta cetogênica resulta em menos comportamentos que se assemelham a esquizofrenia.

Os cientistas acreditam que a dieta pode funcionar, fornecendo fontes alternativas de energia sob a forma de corpos cetônicos (produtos de quebra de gordura) e ajudando a contornar o funcionamento anormal das vias de energia celular no cérebro de pacientes com esquizofrenia.

A dieta cetogênica tem sido usada desde a década de 1920 para ajudar a gerenciar epilepsia em crianças e, mais recentemente, como uma dieta de perda de peso preferida por alguns fisiculturistas. A dieta tipicamente inclui uma abundância de carne, peixe, ovos, laticínios e legumes low-carb, e exclui carboidratos, como pão, massas, arroz e açúcar.

“A maior parte da energia de uma pessoa viria de gordura. Assim, a dieta consistiria de manteiga, queijo, salmão, etc. Inicialmente, ela seria usada, além da medicação, onde a dieta do paciente poderia ser controlada “, disse o pesquisador e professor associado Dr. Zoltan Sarnyai.

A esquizofrenia é uma doença mental debilitante que afeta mais de três milhões de pessoas nos Estados Unidos. Tipicamente emerge durante o final da adolescência e início da idade adulta e continua a ser uma doença crônica e incapacitante para a maioria dos pacientes.

Atualmente não há cura para a esquizofrenia, e os remédios para aliviar os sintomas muitas vezes levam a efeitos colaterais muito negativos, tais como distúrbio de movimento, ganho de peso e doenças cardiovasculares.

Não só a dieta cetogênica parece reduzir os sintomas de esquizofrenia por si só, mas também pode ser capaz de combater alguns dos efeitos colaterais relacionados com os medicamentos. Por exemplo, os resultados mostram que os ratos com uma dieta cetogênica pesam menos e têm menores níveis de glicose no sangue do que os ratos alimentados com uma dieta normal.

“É uma outra vantagem que a dieta cetogênica funcione contra o ganho de peso, problemas cardiovasculares e diabetes tipo dois, vemos também ajuda nos efeitos colaterais comuns de fármacos administrados para controlar a esquizofrenia”, disse Sarnyai.

A equipe de pesquisa planeja testar seus resultados utilizando outros modelos de animais de esquizofrenia e realizar um possível ensaio clínico.

Resultados são publicados online na revista Schizophrenia Research.

Fonte: James Cook University



DEIXA O LIKE AÍ COMO REFORÇO POSITIVO PRA GENTE :D CURTE E COMPARTILHA E VAMOS LEVAR A PSICOLOGIA AOS CONFINS DO UNIVERSO! \o/\o/\o/\o/\o/


🔴 COMENTA AÍ

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.